Review – Covert Affairs 2×05/06/07 – Around The Sun/ The Outsiders/ Half a World Away

 NASA. Episódio salvado pelas paisagens e Auggie aumento a cota de shirtless da série.


NASA. Simples assim. Engenharia é algo que eu sempre me interessei, principalmente por ter vários amigos e ex-affairs que fazem isso. Só sei que geralmente, os engenheiros são brutos, cheios de si e totalmente safados. Nesse episódio, o engenheiro, Will, estava bem longe de ser assim. De qualquer forma, mais outra tentativa de coito que não aconteceu. Percebi que Annie só vai ser titia mesmo, cuidando de suas sobrinhas como no final do episódio.

O quinto episódio manteve-se em torno de um possível traidor dentro da NASA, ajudando os colombianos. Além disso, tivemos a participação legal, porém apagada, de Jaime Alexander. Auggie finalmente decidiu que estava na hora de mudar, mas mesmo assim não resolveu virar um rosto público da agência. Tapa na cara de Arthur e Joan por terem achado que aquele velinho não ia conseguir dar um fechamento no caso do negligente Arthur. Bem feito!

Finalmente, a irmã de Annie, que de tão necessária ela é na série eu nem me lembro o nome, fez algo a mais esse episódio. Ela ficou reclamando do marido enquanto corria.

O caso dessa semana foi normal. Nada diferente, não foi tão grandioso igual o terceiro, que, de longe, é o melhor episódio da temporada. Gostei de ver um relacionamento saudável entre pai e filho e o tanto que eles gostam e se importam um com outro a ponto do Will ir para a cadeia somente para livrar o filho das influências colombianas.

Annie se deu muito bem nesse episódio, mostrando que finalmente sabe LUTAR e ainda correr muito. Quem imaginava que uma pessoa tão pequena e magra igual ela conseguiria correr tanto atrás da de cabelo estranho?
Pela primeira vez nessa temporada, Covert Affairs me deixou na mão. Fiquei tão emocionado em descobrir que o sexto episódio passaria perto da Ucrânia, Polônia, que fiquei com muita vontade de beber. E foi isso que eu fiz. Porém, o episódio em si um desapontamento. Foi salvo pelas paisagens.

Nesse episódio, todos estavam de volta em seus respectivos postos- Auggie estava na sua área de conforto, mas Reva continuava a me irritar. Pra começar, no final do episódio passado, deu a entender que a personagem iria evaporar da série. Mas não, ela está de volta, mais revoltada e nerd do que nunca e ainda não deram ao luxo de explicar o motivo pelo qual ela ainda estava na CIA.

Annie e Reva foram mandadas para a divisa de Belarus para instalar algumas câmeras mas acabaram sendo sequestradas pela polícia secreta da nação. Enquanto isso, Joan, Auggie e Jai fazem de tudo para salvá-las.

O motivo pelo qual Reva foi mandada com Annie vai além da minha compreensão. Todo mundo sabe que ela não tem treinamento nenhum no campo, mas mesmo assim, manda uma baby para fazer aquele trabalho? Isso não faz nenhuma sentido, mas óbvio, é a CIA.

Pelo menos, a série mostrou uma ótima dica: beber várias rodadas de vodka pode te ajudar a escapar de situações nas quais sua vida corre risco!

O melhor do episódio foi Danielle (o nome da irmã da Annie. Dessa vez eu descobri) mostrando o tanto que se importa com a irmã, passando o dia inteiro em um consulado estrangeiro somente para tentar mandar o passaporte de Annie para a mesma. Foi uma gracinha, mas sinceramente já está na hora dela descobrir sobre a vida dupla da irmã. Outro momento mágico no episódio foi Jai finalmente tendo algum destaque na série, mesmo que seja só para reclamar que o helicóptero estava sem combustível.

Agora, o sétimo episódio foi perfeito! Não há como descrever melhor esse episódio. Ele foi tão bom, mas tão bom, que eu vi ele três vezes. E claro, o motivo mesmo era o tanto de cenas shirtless que apareceram no episódio, mas quem se importa?

Essa semana, descobrimos como Auggie ficou cego e quem fez isso acontecer. Ver aqueles flashbacks com toda a equipe que Auggie sempre falava reunida e tudo o que aconteceu era algo que esperava descobrir a muito tempo atrás. Além disso, o episódio não poderia ter sido locado em nenhuma outra cidade mais foda do que Istambul.

Auggie tirou umas férias para ir ao festival de música de Istambul, quando reconhece a voz do homem que o fez perder a visão. Foi ótimo ver Auggie finalmente no campo, quase matando Khani, ganhando a luta, CEGO, roubando completamente a cena e ainda melhor foi a super cota de quase-nudez que aconteceu nesse episódio.

Acho que o mais importante para Auggie, não era matar Khani por ter sido o responsável pela sua cegueira mas sim, pois o vagabundo matou sua equipe inteira. Auggie é uma pessoa muito aultruísta, como já deu pra perceber durante a série inteira, mas esse foi o ápice de tudo e convenhamos, não poderíamos esperar um episódio melhor do que esse. O personagem é muito querido por todos que assistem a série, mas agora, ele deve ter virado meu personagem favorito.

Foi bom ver essa mudança que aconteceu com Auggie: antes, ele era um homem vívido, alegre, que amava a sua equipe, só para ver essa ser assassinada por um árabe idiota. Mesmo sabendo que no final daquela sequência Auggie iria perder a visão, mas a antecipação criada foi brilhante.


P.S.1: Houve uma super nostalgia com a música tema de Gaslight no final do episódio, quando Auggie desce do avião. Fiquei arrepiado só de lembrar daquele filme.

P.S.2: Auggie nem havia chegado na cidade e já tinha alguém para fornicar. Como pode?

Publicado em julho 27, 2011, em Covert Affairs, Review. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: