Review – True Blood 4×05 – Me and the Devil

 

Bruxas e vampiros. Quem ganha?

True Blood nos apresenta mais um episódio excepcional, mostrando tudo que a série já é famosa. Senti falta de uma cota de nudez maior, mas tirando isso, a série continua a surpreender.

Sookie continua cuidando do novo Eric, enquanto Bill, junto com Pam, tentam lidar com Marnie. Tommy e Sam em um momento de confraternização enquanto se livram dos corpos dos pais e Jesus e Lafayette descobrindo novas formas de se livrar de Eric Nortman.

Devo comentar que a storyline de Tommy foi um fracasso total. No episódio anterior, ele aparece para sua mãe, descobre que o pai está vivo pois o mesmo estava quase degolando o menino e nesse episódio ele consegue se livrar da situação, matando não só o pai, mas a mãe também. O motivo deles voltarem foi somente para morrerem? Por que se foi esse o motivo, foi o mais patético do mundo.

Bill e Pam estavam em uma missão para descobrir sobre a bruxona. Mesmo toda fodida, Pam ainda estava toda charmosa, com aquele véu misterioso. Ainda querendo ação, a tetratetratetra neta de Bill ainda está pulando emcima do vovô. Claramente ela não entendeu a gravidade da situação: o pau dele é velho, MUITO velho. Bill precisa achar outra parceira pro coito logo e Pam poderia ser uma das candidatas.

Arlene e Terry tentam lidar com o bebê de Rosemary chamando o reverendo Daniels e a mãe de Tara para fazerem um limpa geral na casa. Muito divertida essa cena, com todas aquelas músicas e cheio de maconha. Arlene não acredita nessas coisas e ver ela tentando parecer interessada foi ótimo.

Não dá pra ficar sério quando eu ouço Jason reclamando por ter sido ‘violentado’. Eu falei que o mastro dele não ia conseguir se segurar por muito tempo… era só questão de tempo até ele finalmente entender isso. O melhor foi ele associando o sexo com todos os problemas que ele teve até hoje, achando perfeitamente normal o ‘ser transformado e depois ser violentado por um bando de panterinhas’ estar na mesma lista do ‘namorados ciumentos’.

Fiquei com um nojinho quando vi aquele cena do Sam e Tommy tentando se livrar do Andy, que ainda está viciado em V e fica brotando nos lugares mais incoerentes, com Tommy se transformando em um jacaré. Eu pensei que quando ele fez isso, aproveitou e engoliu os pais deles também. Caso tivesse realmente acontecido isso, True Blood teria chegado em um novo nível de putaria.

Enquanto isso, Tara dá a louca quando descobre que Eric está na casa de Sookie. Gostei da aparição do Godric, ainda fico me lamentando pela morte dele e Sookie ainda tenta fingir que nada que Eric fez antes de perder a memória é aceitável, quando não é. Ela só fala que tinha certeza que ele tinha um coração bom pois, na verdade, ela tá morrendo de vontade de ter aquele instrumento dentro dela.

Mesmo assim, Sookie agora está curiosa e quer descobrir sobre a bruxa. Essa história de espírito dentro de Marnie ainda vai render muito, provavelmente a temporada inteira. Só espero que não fiquem arrastando o assunto por muito tempo, para não ficar chatinho.


Sigam-me no twitter: @marcoacpontes

Publicado em julho 28, 2011, em Review, True Blood. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: