Opinião – White Collar

   

Toda regra tem uma exceção e White Collar pra mim é a prova viva dessa frase. Eu nunca fui o maior fã de séries policiais/investigativas, mas posso afirmar pra todos vocês que é simplesmente impossível não se apaixonar pela trama dessa produção que me cativou em apenas um episódio. 


Na série temos a parceria entre Neal Caffrey (Matt Bomer), um famoso criminoso de colarinho branco “Um crime cometido por uma pessoa respeitável, e de alta posição (status) social, no exercício de suas ocupações” e Peter Burke (TimDekay), um agente do FBI. Uma parceria nada normal, até porque Burke passou um bom tempo de sua carreira tentando prender o criminoso, que por sua vez conseguiu armar uma fuga de uma prisão de segurança máxima faltando apenas um curto tempo para completar sua sentença e assim poder encontrar Kate  (Alexandra Daddario), sua grande paixão.

Neal acaba sendo preso mais uma vez por Burke e daí pra frente se inicia essa grande parceira cheia de surpresas e reviravoltas que está firme e forte até hoje, na atual terceira temporada da série que vai ao ar toda semana nos EUA, pelo canal USA Network.

Eu aproveitei as férias de julho para fazer uma maratona da série, isso porque minha grande amiga do twitter @grazitb adora falar maravilhas de Neal Caffrey e companhia. Não me arrependi em nenhum momento, até porque assisti as duas temporadas primeiras temporadas mais os cinco episódios da terceira que já tinham ido ao ar, um total de 35 episódios em menos de uma semana, algo que até hoje não tinha feito, mesmo sendo um grande fã de seriados de tv.

White Collar é o tipo de série completamente viciante, durante seus episódios conseguem equilibrar perfeitamente as “armações” de Neal e seu parceiro Mozzie (Willie Garson), com o excelente trabalho no FPI na resolução dos casos da semana e ainda um pouco de comédia, que sem dúvida envolve ainda a excelente Elizabeth (Tiffani Thiessen – Beverly Hills 90210), esposa de Peter.

Sim, a série possui o típico caso da semana, mas ao contrário de tantas outras eles não são forçados, sempre conseguem prender o espectador de maneira excelente, dando muita atenção aos mínimos detalhes e surpreendendo com tantas reviravoltas e desfechos sensacionais. Isso tudo graças ao excelente elenco que a série possui, cada um brilhando em seu papel e deixando a série ainda melhor. Vale a pena comentar que Hilarie Burton, a eterna Peyton de One Tree Hill se juntou ao elenco da série na segunda temporada como Sara Ellis, de longe já se tornou uma das minhas personagens preferidas, fazendo um excelente par romântico com Neal.

Eu me rendi completamente a White Collar, hoje me considero um grande fã. Essa já faz parte do topo da minha (imensa) lista de seriados e com certeza recomendo para todos, até porque como citei no começo do texto, nunca fui fã desse estilo e deu pra perceber que isso não prejudicou em nada no meu interesse. Só pra constar, a terceira temporada da série continua mantendo um excelente nível de qualidade, então vale a dica.

Por: @Lucas_Santtos

Publicado em julho 29, 2011, em Opinião, White Collar. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: