Review – Sirens (UK) 1×05 – Stress

A vida não é uma montanha russa. Repito, a vida não é uma montanha russa.


Episódio morno, mas gostoso de se ver, exceto quando você está estressado.

Porque? Bom porque, quando se está cansado, e chega pra ver um episódio de Sirens com título “Stress” (Estresse), sabendo como os personagens já são e a rotina de trabalho, percebe-se que será um episódio lento, com os personagens lentos, com cabeças cheias de tanto trabalho, tanto caso e pensando em várias coisas ao mesmo tempo.
Alguém aí sentiu falta do Rachid? Ele apareceu em poucas cenas, só ficaram Stuart e Ashley, mas depois de um tempo você nem percebe que ele faz parte do grupo. Sabe que tem mais um, mas não sente falta, isso foi consequência do “1×04”, que detonou Rachid depois de fazê-lo um perfeito personagem emocional no “1×03”. Se bem que adorei a sacanagem que ele fez pro Stuart, colocando dois bonequinhos em posição sexual, depois que fui perceber que era um bombeiro e uma policial, E DEPOIS que peguei a mensagem que era o Craig e Maxine, para o Stu ficar lembrando dos dois e ter ciúmes, eu ri demais.

Stuart tem aquele carinho pela Maxie, ele só não quer admitir que é outra coisa. É claro que ele pensa nela, mas ele preferiu ver o lado dela e Craig, decidindo ajudá-los. Stu falando de como Craig olhava pra ela quando ela não olhava, que realmente gostava dela, foi bem legal. Porém, quando Stu vai conversar com Craig, não foi aquela emoção que a gente imaginava. Ele talvez não sente o mesmo por ela e Stu estava com medo de avisá-la, e magoá-la, mas por favor Stuart, colocar falsas esperanças não, né? Se quer deixá-la feliz, fala que ama ela! Então essa coisa de “Operação Maxine” foi bem interessante no episódio.

Claro que não posso esquecer que essa operação também envolvia que Maxine relaxasse sua cabeça, pois estava quase sendo promovida a Inspetora Detetive e tinha que dar tudo certo. Quando sua cabeça fica carregada, levando coisas pessoais pro trabalho, e fica só pensando nelas, é bem estressante.  
E nesse caso, Maxine quase perdeu o emprego, a promoção, quando disparou a arma de choque num cara sem avisá-lo, foi uma cena brilhante. E porque ela atirou do nada? Porque ficou pensando no Craig e fez uma ação sem pensar no que estava acontecendo.

Outra coisa chatinha nesse episódio, foi a conversa de Ashley e Ryan. Pelo amor de Deus, ficar com raiva do cara, apelar com o cara só porque chamou você de negão? Machuca seus sentimentos? Por um minuto, por horas sim, mas aff me poupe, né? Sim, você falou muito bem, é uma bicha chata sim, e não estou sendo preconceituoso, mas só revendo os fatos, não precisa de tanta apelação, ainda mais com o Ash, um cara bem legal (que não teve episódio central nessa temporada, infelizmente).

Enfim, a promo da Season Finale, promete um episódio perfeito, com assuntos familiares e bem tocantes para Stuart, e sua relação com Maxine chegará num ponto que todo mundo estava esperando: O Beijo. Fazendo mais sentido o título “Cry“.
P.S¹: Gostei da cena que a terapeuta está falando de Estresse, e eles anotaram palavras-chaves e foram riscando de acordo com que a terapeuta falava, brincando
como se fosse um bingo, uma cena bem divertida.
P.S²: Gostei daquele caso do fight das “lésbicas” russas, haha bem engraçado.

P.S³: Achei 5 fotos legais pro episódio, estava até demais, mas para um 1×05, fazia sentido.

Nota: 8.2 

Publicado em agosto 7, 2011, em Review, Sirens. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: