Review – The Big C 2×06 – The Little C



Adam devia ter sido mais esperto e contratado logo uma prostituta de luxo, e talvez assim, chatos não seriam um problema.


Esse foi, sem dúvida, o meu episódio favorito até agora. Nessa semana, Cathy decide virar a técnica da equipe de natação da escola, enquanto Adam tem que lidar com seus problemas pubianos. Além disso, Paul vira um HOMEM DE VERDADE ao fazer o assistente do gerente mijar bruto nas calças.

Gostei de absolutamente tudo nesse episódio. Tudo mesmo. The Big C continua a surpreender, principalmente pela simplicidade de suas histórias. Adam realmente não sabe nem contratar uma prostituta decente. Mesmo não aparecendo no episódio, ela causou com Adam, Cathy e Paul, pois por causa do coito do rebelde e da loira-latex, todo mundo ficou com o piolinho. Divertidas as cenas quando eles tentam descobrir o que Adam quer conversar, sem contar toda a coceira que rolou o episódio inteiro. Andrea fez uma pequena, mas ADORÁVEL participação, praticamente pegando o ucraniano. As falas que saíram da boca daquela chocolate foram divertidas, sem contar aquela dancinha.

Cathy foi capitã da equipe de natação no colegial. Quem diria? Na verdade, agora aquela obsessão por piscinas faz sentido. E, além disso, ela era chamada de ‘torpedo Tolke’. Muito bom! Rebecca é uma médium, já que conseguiu SENTIR o cheio de Adam e Mia fazendo sexo. Falando em Mia, Cathy foi uma puta empata-foda nesse episódio, fazendo com que Mia descobrisse que o namorada estava fudendo outra e não ela. Adam, por outro lado, me irritou profundamente nesse episódio, de novo. Usou a desculpa da mãe morrendo para fazer com que Mia não terminasse com ele. Teríamos um problema se ela realmente caísse nessa.

Paul não devia aceitar o jeito que Adam fala com ele. Na verdade, tanto ele quanto Cathy deviam logo dar ele pra adoção ou joga-lo em uma rodovia. Nessa temporada, Cathy está lutando contra o câncer. Até os pais das alunas e a diretora não conseguiram deixar ela pra baixo. Ela deu a volta pra cima, como uma ‘brave bitch’, mostrando que o câncer não define a vida dela, e muito menos seu trabalho. Momento lindo o final, com todas, TODAS as alunas correndo juntas com ela. 

Sigam-me no twitter: @marcoacpontes

Publicado em agosto 7, 2011, em Review, The Big C. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: