Review – Alphas 1×09 – Blind Spot

Senhoras e senhores, o melhor episódio da temporada.

Depois de um episódio muito abaixo do normal, Alphas retorna de um pequeno descanço de uma semaninha e retoma seu bom rumo. Como se não bastasse a Red Flag e o Marcus Ayres, somos introduzido a uma nova linha de pensamento e algo/alguém até então inexperado a esta altura da temporada: Stanton Parish.
Essa semana, apesar de ter um, não foi um caso semanal banal, como ocorre durante o decorrer de séries procedurals. A tentativa de ver a equipe de Alphas do Dr. Rosen conseguir respostas do funcionamento e dos interesses da Red Flag através de um de seus “cientistas” foi muito boa, não só por toda a questão envolvida até então, mas sim pelas boas cenas da série.
Aliás, essa semana não teve um introducer movie no episódio, já fomos introduzidos dentro ao início da tensão desta semana. Apesar de pegarmos meio que o bonde andando na história, o roteiro foi capaz de tapar este buraco explicando bem ao decorrer do tempo de porquê e como eles chegaram aqui, e o melhor, sem auxílio de flashbacks.
O suspense eminente no episódio foi fantástico e sua explicação melhor ainda. Primeiro o poder de quem pensávamos ser o “Alpha da semana”, o Dr. Kern (Brent Spiner, Star Trek): uma espécie de golfinho ou morcego que se utiliza de ondas sonares para se localizar e que é cego.
Segundo, o grande momento do episódio: capturar a qualquer custo uma espécie de “fantasma”. Griffin (Rabecca Mader, No Ordinary Family) se utilizando do nosso “ponto cego” para se camuflar e se esconder da nossa percepção visual única.
O roteiro por si só foi uma obra prima, os diálogos também e Gary, claro, sensacional com medo da Griffin. Rachel com uma pancada na moça-fantasma deu uma possível calmaria, bem, nem tanto. Dr. Kern ia explodir o local com suas sonares e o até então “despoderizado” Bill se converteu para #heromodeon e salvou o dia e ganhou de Griffin o nome: Stanton Parish.
Sejá lá o que isso for, o episódio foi muito bom, Cameron e Nina tão fofos funcionando como casal, Rachel e Bill salvando o dia e Gary como alívio cômico. Alphas mostra o porquê de merecer uma segunda temporada e agora é se preparar: faltam dois episódios para a season finale.

Publicado em setembro 16, 2011, em Alphas, Review. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: