Review – Grey’s Anatomy 8×01/02 – Free Falling/ She’s Gone [Season Premiere]

Grey’s Anatomy está de volta! Depois de um season finale decepcionante, pelo menos pra mim, e muitos boatos sobre renovações ou não renovações a série volta com uma premiere dupla que na verdade pareceu ter umas 5 horas, mas que até que me agradou no sentido geral.
A verdade é que Grey’s Anatomy já não me impulsiona mais como antes, digo tanto em season finale quanto em premiere. Ambos me faziam ficar ansioso e roendo as unhas para ver o que ia acontecer, coisa que não aconteceu nesses meses de espera. Como fã da série queria muito que ela voltasse, mas não com tanto entusiasmo e acho que foi isso que me fez gostar desse início de temporada, apesar de ter sido bem longo.
A temporada começou praticamente de onde paramos no season finale passado. Derek e Meredith separados por causa da sabotagem no estudo clínico. Meredith continua cuidando de Zola dividindo o tempo que os dois ficam com a criança já que estão separados.
Juro que até agora eu não consigo entender o exagero de Derek nisso tudo. Meredith cometeu um erro, ta um erro dos bem grandes, e ele têm todo o direito de ficar put## da vida, mas uma hora ele teria que superar e seguir em frente, afinal o casal prometeu amores um ao outro durante sete anos e agora por causa de uma má ação tudo vem por água abaixo? Durante todo o episódio vimos essa história desenrolar e bem lentamente. Meredith logo no início do episódio é demitida e isso causa mais problemas no processo para adotar Zola.
Enquanto Meredith vive esses conflitos com Derek, Christina continua no dilema da gravidez indesejada. Já nessa parte da história eu até compreendo as atitudes de Owen com a frustração de querer ser pai e saber que nunca vai poder ser ao lado da mulher que ama, faz muito mais sentido do que as atitudes de Derek.
Como plano de fundo pra essas histórias pessoais o episódio nos apresenta um acidente digno de season finale, talvez seja isso que tenha faltado no episódio de quatro meses atrás. Uma cratera se abre no meio da cidade, deixando muitos feridos. A história se foca no drama de um casal que está em crise e acaba sendo engolido pela cratera quando acabam de terminar o relacionamento. Achei bem interessante iniciarem o episódio mostrando as cenas dos dois, me pareceu muito série procedural, ou até mesmo como House que inicia o episódio mostrando o caso do dia, poderiam explorar mais disso.
April enfrenta seu primeiro dia como residente chefe e como era de se esperar ninguém obedece a moça, confesso que não gostei desse plot e preferia que o Owen tivesse escolhido o Karev para o cargo, garanto que seria muito mais interessante explorar ele no comando enquanto todos os odeiam por ter entregado Meredith. E por fala em Karev vimos ele enfrentar  o desprezo da galera exceto Arizona, mesmo assim ele consegue mostrar suas habilidades como médico sendo nítido que a pediatria parece ser o caminho certo a seguir.
Lexie não teve um destaque relevante no episódio, a moça está bem em seu relacionamento com Avery e pelo menos agora não mostrou nenhuma inclinação para Mark. Ele, no entanto continua no papel de pai orgulhoso ao lado de Callie e Arizona e ao que parece esse ano não teremos nenhum drama pras duas e isso é mais do que justo depois de todos os acontecimentos do ultimo ano.
Os momentos mais divertidos do episódio ficaram por conta da história do “Gunther”. “Gunther” é uma espécie de trabalho em conjunto onde os residentes fazem de tudo para o paciente em caso terminal não morrer e no final um acaba se destacando. Esses momentos me lembraram muito a época onde os personagens principais eram internos sendo supervisionados por Bailey. Christina, Alex, Avery e April nos proporcionaram momentos muito engraçados com confusão atrás de confusão para salvar a paciente escolhida para a tarefa e no final quem acabou se destacando foi Avery.
Mais o fato importante do episódio foi o Cheif Webber assumindo culpa no lugar de Meredith pela sabotagem no estudo de Derek e eu que gostei da atitude dele. O Cheif acabou reconhecendo o que Meredith fez por Adele e o que mais me incomoda é que Derek ainda não vê isso e essa história parece que vai se estender por mais algum tempo.
Posso dizer que a série teve um bom início de temporada apesar de ter achado um exagero a premiere ter sido dupla. Acontece é que o fôlego da série não é mais ou mesmo desde o final da sexta temporada e por ser tão fã desejo que não estraguem a série estendendo demais a história.
PS: Ao mesmo tempo em que Meredith perde a guarda de Zola, Christina faz o aborto com o apoio de Owen.
PS²: Alguém se importa com a história de Teddy e Henry? Eu não.

@Wellington_Ign

Publicado em setembro 23, 2011, em Grey's Anatomy, Review. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: