Review – Happy Endings – 2×01 – Blax, Snake, Home

A série não podia ter voltado melhor. Os primeiros 2 minutos do episódio foram insanos. Eu nunca vi tanta confusão em tão pouco tempo.

Primeiro Max vai abrir uma ostra e crava uma faca na perna do Brad que derruba uma bandeja cheia de comida na cama, e derruba mariscos na Jane, que é alérgica, Alex pega uma injeção antialérgica para aplicar na Jane, mas ela só tinha uma dose e fica em dúvida se salva ela ou Dave, que dizia também ser alérgico mas acaba dizendo que não é. Penny que estava paralisada do nada tira a faca da perna do Brad, aplica a dose na Jane e joga um balde d’água na cara do Max e age como se nada tivesse acontecido.

A melhor parte do episódio foi ver a Penny, – que estava mais divertida do que nunca – em seu novo apartamento, que é amah-zing. O que estava causando problemas em sua vida amorosa, porque o apartamento era tão bom que estava afastando os homens. A Penny chegou até a pensar que o apartamento era assombrado e que ela ia ficar sozinha pra sempre e virar a “Cat Lady”, vamos combinar que toda mulher tem esse medo. Mas ela não estava exagerando, tudo parecia estar conspirando para que ela acreditasse nisso.

A vizinha diz que as duas últimas mulheres que moraram no AP morreram sozinhas e que algumas pessoas acham que é amaldiçoado.

  1. A vizinha diz que as duas últimas mulheres que moraram no AP morreram sozinhas e que algumas pessoas acham que é amaldiçoado.
  2. Começam a aparecer um monte de gatos na casa dela.
  3. Seu  DVR está cheio de episódios de The View e The Good Wife, que segundo ela são para mulheres solitárias que conversam sozinhas.
  4. Alguém joga em baixo da porta dela um catálogo de pizza para solteiros.
    Alex e Dave passaram o episódio inteiro dizendo um pro outro e fazendo coisas que não podiam fazer quando estavam juntos, graças a Jane que encorajou os dois a se abrirem e teve que acompanhá-los em várias atividades, cada uma pior que a outra.
Veja algumas das coisas que um não gosta no outro.

Alex: Não gosta do cavanhaque do Dave, odeia a mãe dele, odeia uma meia de corrida que ele usa  – Falando nisso, o que diabos é aquilo? Quem em sã consciência teria coragem de sair com aquilo no pé? -, odeia “frolf” que é uma mistura de Frisbee com golf, odeia uma música que o Dave fez pra ela.

Dave: Acha que o  Jambalaya (é um prato tipo paelha) que a Alex faz é horrível, não gosta do perfume favorito da dela, não queria que a ela adotasse um cachorro por medo do que ela poderia fazer com o bicho – Alex foi pra tentar arrumar um cachorro e eles não deixaram, ela teve que comprar uma cobra -, odeia quando ela quer assistir filmes do Richard Gere, odeia uma dança que ela faz.

Eu não sei nem qual desses “defeitos” é pior. Todos os dois fazem coisas bem toscas e não tem como tomar lado de nenhum, mas a Alex está certa quando disse que a meia de corrida dele interferia em sua vontade de querer transar com ele. Vejam vocês mesmos.

 
O Brad e Max foram muito mal explorados nesse episódio. Max passou o episódio inteiro chateado porque o Brad estava dispensando ele para andar com seus amigos negros, e tentando se enturmar com eles. Essa parte foi muuuuito chata e desnecessária.

O episódio foi ótimo em geral e a série definitivamente começou com o pé direito. Se continuarem com nesse ritmo vão (mais uma vez) provar que aqueles que diziam que a série era ruim e não deveria ser renovada estão totalmente errados, porque a série é amah-zing.

Publicado em outubro 4, 2011, em Happy Endings, Review. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: