Review – Glee 3×03 – Asian F


ODuelo de Titãs


Foiassim que Puck chamou o grande embate entre Rachel e Mercedes. Desdeo começo, as duas sempre estão em constante confronto, já que ambassão as mais espetaculares da série e mesmo Rachel levando todas eser mais eficiente, Mercedes não fica por baixo. Eu entendo também,o motivo dela ficar com um ego tão ferido, mas do resto, a forma comque lidaram com toda a situação foi vergonhosa.


Pracomeçar, nenhuma das duas podem ficar com o papel de Maria. Nenhumadas duas é soprano. Desnecessário dizer que a forma com que elesdecidiram lidar com a escalação foi ridículo: Rachel e Mercedes nomesmo papel? Sério? E que está acontecendo no colégio… Todomundo vai querer se candidatar à presidente da turma agora?


Seique devíamos nos simpatizar com a pobre da Mercedes, mas não colou.Ela estava insuportável nesse episódio, não deu para sentir penadela. Fiquei com raiva, porém, do momento da verdade sobre quemficou com o papel, em que a treinadora, Artie e Emma pisaram nasnossas caras ao ficarem calados quando Mercedes confronta Rachelsobre ela ter se saido melhor. Todo mundo acha que Rachel é tãoperfeita, mas até a própria Rachel sabia que Mercedes havia seapresentado melhor.


Chegade reclamações. O episódio foi ótimo e foi um dos melhores dasérie. Mesmo dando muita atenção ao conflitro de Mer e Rach,nenhum dos outros personagens apareceram para atrapalhar odesenvolvimento da melhor história EVER de Glee: Mike Chang Jr comsua mãe nada asiática. Tinha certeza que quando ela apareceu e viuo filho dançando, iria dar uma lição de moral e falar pra ele irlogo decorar a tabela periódica. Nunca um asiático iria falaraquilo pro filho e ainda dançar com ele. De qualquer forma, foilegal ver Mike tendo um destaque maior na série. Sem contar que aapresentação dele foi um tesão.


Osnúmeros musicais continuam ótimos e adorei eles terem colocado maisseleção de DreamGirls. Mercedes fez muito bem durante a músicaIt’s All Over, sendo uma das partes mais tristes do musical. A partede Emma também foi bem usada durante o episódio, principalmentequando descobrimos que os pais dela são muito, muito racistas e atéclassificam os ruivos como uma outra espécie. Não concordo com issoe eu não gosto de pessoas ruivas. Os pelos pubianos deles sãovermelhos.


Gosteide ver mais da relação de Will e Emma e gostei também da parte emque ele vira macho novamente, botando ordem na própria casa. Nãosinto uma química entre os dois, porém. Uma das coisas que esquecide comentar nas reviews passadas, é que nesta temporada, tito Murphyrealmente quer tirar o clube do coral da zona de comforto. Jáperceberam? Mercedes agora vai pro clube de Shelby, trazendo novasdinâmicas e – espero – grandes apresentações com a Bruxa Mádo Oeste.


Nãoexploraram a vingança que Kurt planeja para Blaine por ter roubado opapel e sinceramente? Ele precisa mesmo é esquecer aquilo e começara tentar endireitar o namorado, fazendo-o começar a se exaltar menosdurante as apresentações e finalmente tivemos um episídio sem ocoisinha se apresentando. É sorte ou titio Ryan Murphy finalmenteentendeu o problema?


Músicasdo episódio:


Spotlight”- Jennifer Hudson (Mercedes)

Runthe World (Girls)” – Beyoncé (Brittany; Santana)

Cool”- West Side Story (Mike)

FixYou” – Coldplay (Will)

OutHere On My Own” – Fame – O filme (Rachel; Mercedes)

It’sAll Over” – DreamGirls (Mercedes; Kurt; Finn; Puck; Santana; Mike; Will)

@marcoacpontes

Anúncios

Publicado em outubro 6, 2011, em Glee, Review. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: