Review: The Simpsons 23×03 – Treehouse of Horror XXII


Nada melhor do que voltar de uma longa pausa com oclássico episódio especial de Halloween.

A FOX deu um tempo em seus shows para apresentar jogos debaseball e eu já estava em tempo de ficar louco com isso. Felizmente essehiato chegou ao fim e pudemos conferir este episódio especial dos Simpsons,onde sempre vemos a família mais amarela da TV em divertidíssimas paródiaspreparadas especialmente para o dia das bruxas.
A loucura já começa antes da abertura, quando Homerresolve fugir com os doces das crianças e fica preso na sua própria versão dofilme “127 Horas”. Esperar 20 minutos pelo resgaste é algo impensável,realmente, quando uma sacola de doces está à sua espera. Ele só não contava comesperteza das crianças em trocar as guloseimas por vegetais, coitado. Trêsmembros arrancados e muito esforço em vão.
Depois dessa travessura inicial, vem a primeira paródiado episódio. “O Escafandro e o Gorducho” mostra um Homer paralisado pelo venenode uma aranha e sofrendo as consequências de seu estado vegetativo. Tudoestaria perdido, não fosse a descoberta do seu poder de comunicação através deflatulências. Típico do Homer. Ao final ele ganha uma segunda chance e é picadopor outra aranha, se tornando uma espécie de super-herói cadeirante. Destaquepara a piada final quando Homer passa em frente a casa de repouso onde estãotodos os atores que interpretaram o Homem-Aranha em um fatídico musical daBroadway.
Na segunda paródia, “Disque D para Diddily”, Ned Flandersencarna Dexter Morgan, meu serial killer favorito. Com direito a musquinha deabertura da série e tudo, Ned se torna um assassino em nome de Deus, livrandoSpringfield dos maus elementos. Não seria uma ideia tão ruim, não fosse a listade assassinatos criado por ninguém menos do que Homer. O patriarca dos Simpsonsse passa por Deus e engana o crédulo vizinho. Típico do Homer, mais uma vez.Ele só não contava com a ira de Deus Himself por ter usado seu santo nome emvão e acabou por sofrer as consequências. Foi muito divertido ver no final afinada esposa do Flanders de chamego com o Diabo.
Para finalizar, na última paródia, “Em Na’ Vi”, Bart virao cara ressentido na cadeira de rodas de Avatar. Vou confessar que essa versãoresumida foi bem melhor que a original que além de longa, tem o mesmo plot dePocahontas. Mas enfim, foi engraçado ver Bart perdendo a virgindade na suaversão E.T., Milhouse entrando em conflito com a natureza local e o combatefinal entre humanos e alienígenas. Essa paródia não foi tão boa quanto asoutras, mas valeu a crítica aos exageros da produção supervalorizada de JamesCameron.
Antes do episódioacabar, ainda sobrou um tempinho para fazer piada com a atual crise econômicados EUA e ter uma pontinha do Vovô Simpson fantasiado de Cisne Negro, esperandoa sua chance de brilhar. Fica para a próxima, velhote!

Publicado em novembro 4, 2011, em The Simpsons. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. O Ned imitando o Dexter foi mt engraçado SAIOUHSAUOIHSAIOUAS

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: