Review: Parks and Recreation 4×06 – End of the World


Mais alguém chorou vendo esseepisódio?

Confesso que soltei umaslagrimas. Sem contar que eu nunca choro, tipo, NUNCA. Sou a pessoamais insensível que conheço, mas me sinto tanto parte da série quedaqui a pouco vou virar o assistente pessoal do Leslie. No episódio,nossos queridos habitantes de Pawnee tiveram que responder o quefariam se o final do mundo fosse amanhã.

Tom fazia a melhor festado mundo, Ron não faria nada, já que ele não acredita viver emsituações hipotéticas. Os dois são os mais sem coração dogrupo, mas de certa forma, já era certo que não daria para acharque eles seriam sensíveis sobre o assunto.

Leslie tentaria reacenderseu relacionamento com Benn. E foi aí que o episódio tornou-sebastante interessante. Leslie realmente querer ter sua carreirapolítica, mas SÓ a carreira política? Ou ela ainda tem aquelevelho sonho do se casar, ter filhos em um casamento feliz? Aconteceque ela realmente ainda quer essas coisas, e o episódio foi perfeitonesse ponto ao mostrar lentamente as novas possibilidades.

Amei que Leslie percebeuque o relacionamento dela com Benn realmente acabou. Porém, nãoacho que aquilo realmente foi o fim para os dois, mas foi legal verela perceber que as coisas com ele simplesmente não…. Dariamcerto. Adicionou um senso de humanidade na personagem, e um senso devulnerabilidade que raramente aparecem.

April e Andy foram doisque me fizeram sorrir bastante. Não teve como não sorrir quandoApril falou que iria ajudá-lo a fazer algo da lista dele do quefazer antes de morrer. Não é normal ela querer fazer algo tãobonitinho assim. Teve aquela cena em que os dois saem do carro noGrand Canyon que me fez chocar. Não costumo me sentir assim quandovejo a série, mas aquela cena mostrou o tanto de sentimento queaqueles dois personagens tem, e mesmo April sendo horrível sempre,ela ama Andy e faria qualquer coisa para vê-lo feliz.

Como um telespectador, viem primeira mão esse casal crescer bastante e eles realmentechegaram em um clímax nesse episódio, o que fez com que qualqueroutra duvida que eu tivesse sobre o relacionamento deles morresse alímesmo.

Enquanto esse não foi oepisódio mais engraçado da série, teve muita emoção e deu pradar umas risadas. O que eu mais amo sobre Parks and Recreation é quea comédia pode simplesmente estar tão evidente na sua cara, mas osroteiristas e o elenco tem também a habilidade de fazer umsubgênero, diminuindo um pouco a comédia quando necessário.

Publicado em novembro 7, 2011, em Parks and Recreation. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: