Review: Up All Night 1×06/07 – Birth/Parents

Uma viagem na mitologia de Up All Night


Não há mitologianenhuma na série, mas eu tinha que usar essa palavra. Fiquei felizque eles demoraram tanto para mostrar o dia do parto, pois tivemosmais tempo de nos importarmos com os personagens bem mais e o eventotambém tem mais significado agora.


Claro que teria queacontecer algo como entrar em trabalho de parto antes do esperado. Opior mesmo é Reagen ter deixado para Ava trazer coisas tãoimportantes para o hospital. Se a assistente não tivesse achantageado à cortar o cabelo, com certeza ela teria perdido quasetudo naquele dia.


Claro que tinha que teralgo tão clichê como a médica estar ocupada com outra coisa e quemfará o parto é um médico que você gostaria de tê-lo no começoda gravidez e não no final. Toda a sequência do parto foi deliciosade se assistir. No final, porém, lá veio Amy e ela realmente mudoutanto. Pena que não veio com um manual de instruções.


No sétimo episódio,conhecemos a mãe de Reagen, Dr. Angie. Chris, porém, foi a’salvação’ do negócio, já que ficou enxendo o saco de Reagen paraque ela tenha um relacionamento mais saudável com a mãe, já que osafado só tem mais 21 anos de vida.


Claro que Reagenconcorda, já que não quer ter aquele tipo de relacionamento comAmy. Convenhamos que qualquer pessoa ficaria extremamente irritada sea mãe usasse a pior foto possível para divulgar os livros, que, sãomuito bem vendidos.


Gostei porém que a mãerealmente aprendeu alguma coisa e percebeu seus erros e ainda pededesculpas. Geralmente nunca acontece isso em série de comédia… Amãe nunca aprende nada. Aqui, porém, foi diferente. Sem contar quefoi adorável Angie ser uma boa mãe e uma boa avó tudo na mesmahora.


Ava, por outro lado, sempre consegue dar uma fora.Além de ser uma péssima apresentadora e uma mulher completamenteexcêntrica, ela ainda dá uma cagada quando um dos engenheiros desom passou para o outro lado. Foi delicioso aquela montagem que elafez, mesmo que tenha sido Missy a cabeça de tudo aquilo.

Possodizer com clareza que se tem alguém que consegue roubar tanto ascenas dos outros atores, é Maya Rudolph, a Ava, principalmentequando ela está interagindo com Missy. Christina Applegate tambémconsegue brilhar bastante nessas cenas, mas como Missy é tãoescrava de Ava, o jeito que Missy e Ava interagem é completamentediferente e mais engraçado do que o jeito de Reagen.

Up All Night está rapidamente crescendo como umadas minhas comédias comédias preferidas da fall season, algo queestava com medo que não acontecesse por um tempo. Parece, porém,que os roteiristas finalmente estão acertando no que fazem e tambémentendem como fazer um grande uso de seus personagens.

Publicado em novembro 8, 2011, em Review, Up All Night. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: