Review: Family Guy 10×04 – Stewie Goes for a Drive

“Eu deveria estar em Glee!”
 Foi um episódio bem divertido, mas já é um plot BEM repetido essa coisa de celebridades aparecerem e serem amigos do Peter. Dessa vez foi Ryan Reynolds, que fez aquele maravilhoso filme de comédia romântica: A Proposta. O cara apareceu em Quahog para gravar um filme, mas não mostrou nenhuma cena dele gravando, na verdade passou o maior tempo dando uns amassos em Peter, querendo até beijá-lo, chamando para jantares e restaurantes culturais. O melhor foi ele chamando a Lois de estranha. “Tanto faz”. Family Guy zoa com todo mundo hein, o cara é mó machão e eles fizeram Ryan Reynolds gay.
Enquanto isso, Stewie se divertiu dirigindo pela primeira vez sozinho, sem precisar ir à auto-escola e ter maioridade. Eu esperava uma cena MUITO MAIS cômica do que foi, na verdade foi bem simples e por pouco tempo ele dirigindo. Não foi estranho ver um bebê no volante, ainda mais em Family Guy. Achei massa é que ele se distraiu ligando no rádio pra ganhar ingresso no show do Justin Bieber.
A coisa não foi o Stewie dirigir, foi ele ter que bater o carro do Brian num poste, ou seja, surra na certa, o carro ficou todo arregaçado.
“Brian, eu decidi fugir. Não me procure. E não me procure pelo aeroporto e me busque pelo portão logo antes de eu entrar no avião com um papo sentimental e talvez flores. Por exemplo, seria terrível se todas as pessoas do TSA, estivessem reunidas vendo esse momento emocionante. Até a senhora negra do scanner, que te parou na revista de bagagem, mas depois você contou a ela suas intenções, falou ‘Pega ela, garoto’, desrespeitando as medidas de segurança implementadas depois do 11/09. E se cogitar trazer um rádio para tocar música, sugiro qualquer uma dessas seis músicas: ‘With or Without You – U2’, ‘Solsbury Hill – Peter Gabriel’, ‘Unwritten – Natasha Bedingfield’, ‘Live Like We’re Dying – Kris Allen’, ‘Thank You – Dido’, ‘Somebody – Depeche Mode’.
A parte que Stewie vai parar na casa da Consuela, aquela empregada latina é que foi awesome, o melhor foi quando Brian chegou para resgatar Stewie, aí a Consuela que não se lembrava do Stewie, ficou querendo adotá-lo e chamando de Ernesto, ai eu disparei a rir. Nada previsível mas, Stewie pegou a arma do negão que estava do lado e começou a disparar em todo mundo, atirando no pé da Consuela, provavelmente ela não sentiu nada.

Os flashs do episódio foram “Peter ao lado da moça autista e ele ficando com medo dela”, “Shelly Duvall horrorosa e chegando pra cima de Peter”, “Stewie dirigindo e espionando o apartamento da ex-namorada e chamando-a de vadia”, “Peter preferindo quebrar o pescoço do que participar do Clube de Leitura”, “Mulher feia no escritório arrumadinha”, “Um filme de ficção deprimente dos anos 70, estrelando um cara de gola-rolê, “Participante ganha o menor mostruário em ‘The Price is Right’”, “Peter soltando gases com comida mexicana’, ‘Stewie imaginando que o mandaria para Siberia, assistindo desenhos patéticos da Russia e bebendo leite de lobo’.

Nota do Episódio: 8.3
E Mais:
– Stewie falando mal do garotinho Gavin e dizendo que a casa era fedida, so fun!
– E o velho tarado comemorando que ganhou o ingresso e falou “Never Say Never”?
– Genteeee, o que foi aqueles gases do Peter em forma de gente atirando em tudo qualquer lugar? E os desenhos ruins da Russia? Adoro essas sátiras de Family Guy!
@ipcs_

Publicado em novembro 11, 2011, em Family Guy, Review. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: