Review: Glee 3×05 – The First Time


Tito Murphy chocando qualquercomunidade, seja lá qual for a sua.

Convenhamos que esseepisódio foi feito para fazer muita polêmica. Porém, sabemos que omotivo de tanto falatório sobre “The First Time” é por causa deum casal que perdeu a virginidade. E além do mais, é um casal gay.Duvido que se fosse somente Finn e Rachel causaria tantas tentativasde boicotes.

O que mais me impressionana série é que mesmo o restante dos plots não sendo interessantese muito menos divertidos, de alguma forma, Ryan Murphy consegueacertar quando se trata do relacionamento entre Blaine e Kurt.Entretanto, o episódio foi bem coerente e não foi polêmico deforma alguma. Na verdade, foi bem contido.

O mais interessante éque Finn e Rachel possuem o relacionamento mais sem graça e broxantedo mundo. Até Puck tinha certeza que aquela conversa de camisinhaera porque ele estava traindo a Rachel. Super válido, na verdade. Eutambém pensaria isso se ele viesse me perguntar algo do tipo.

Foi o segundo episódionessa temporada no qual os plots dos coadjuvantes foram bem maisinteressantes do que os dos principais. Tirando Blaine e Kurt, claro.O mais tocante foi o da treinadora Beiste, que não se tocava demaneira alguma que o carinha também estava afim dela e ainda levouna cara quando o mesmo falou que ela é extremamente bonita. Acho queautoestima é uma coisa que falta até demais nela, mas tudo bem.

Por um momento, achei queKurt ia acabar deixar rolar a penetração por causa do novoamiguinho de Blaine, o Sebastian, o espírito lívre que ‘terminou’com a alma gêmea dele após 20 minutos. Esse é um dos meus. Porém,tirando isso, não vejo ele trazendo nenhuma ameaça aorelacionamento dos dois.

O casal está muito bemcentrado, principalmente depois dos acontecimentos desse episódio.Claro que algumas coisas aconteceram por causa de Sebastian, mas nofuturo, não há nem como ele tentar causar entre o casalzinho porque os dois estão tão firmes agora. Principalmente depois dafornicação.

Em relação aos númerosmusicais, não tenho do que reclamar. Fizeram um bom trabalho com aminha música favorito de West Side Story, “A Boy Like That”,além de mostrar mais uma vez as habilidades vocais deliciosas queSantana tem. Acho que se os haters conseguiram passar por esseepisódio sem pular as apresentações, é porque finalmente foramvacinados contra burrice, já que todas as músicas de West SideStory são ótimas!

Fiqueifeliz porém, que agora é um episódio à menos para Damião. Ouserá que aquilo não conta como episódio? De qualquer forma,tivemos até a participação (pequena, porém importante) doKarofsky, bem mais charmoso do que o normal e de Will Schuester.Confirmo que não senti falta do cabelo ceboso até ele aparecer naplateia do lado de Emma. Não notei e não fez falta alguma.

Achei tão patético Finnficar se fazendo de ofendida pois estava sendo usado por Rachel parase satisfazer na peça. Se eu fosse ele, não ficava ridicando sexográtis, principalmente do jeito que as coisas estão acontecendo:além de não saber dançar, cantar, atuar, chorar, andar, beijar,transar, ser um bom irmão, viver, ainda descobre que não sabe jogarfootball. Claramente ele devia se manter fiel à verdadeira vocação:falar com Jesus por meio do GRILLED CHEESUS!

Músicas do episódio:
“Uptown Girl” – Billy Joel (Warblers)
“A Boy like That” – West Side Story (Rachel, Santana)
“America” – West Side Story (Tina, Santana, Rory, Puck)
“One Hand, One Heart” – West Side Story (Rachel, Blaine)
“Tonight” – West Side Story (Rachel, Blaine)

@marcoacpontes

Publicado em novembro 11, 2011, em Glee, Review. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: