Review: Glee 3×06 – Mash-Ups


É isso que acontece quando tito Murphy volta de férias…


Um episódio para ninguém (além de mim mesmo) colocar defeito nonegócio. Claramente até o quinto episódio Ryan Murphy haviadeixado a direção da série nas mãos de estagiários, que achavamque estavam em uma nova produção com maior orçamento da Broadway.


Não estou sendo contraditório: Realmente amei o momento Broadwayque a série teve no começo do ano, sem contar que ainda foram asmúsicas do Westside Story, que é um dos meus musicais favoritos.Vendo esse episódio, confesso que senti falta de músicas (meio)atuais e sinto que esse é o caminho que Glee precisa seguir.


Claro que Glee agora está tentando se tornar mais relevante.Principalmente por causa dos plots bem dramáticos que andam rondandoLima. A série pode não ser boa em muitas outras coisas, mas um temaque sempre consegue abordar de maneira interessante é ahomossexualidade. Deve ser porque a série foi criada para o grupoespecífico, mas mesmo assim, eles sempre acertam.


Seria óbvio que Finn uma hora iria cansar de ser chamado de baleia,péssimo EM TUDO e se revoltaria. Pena que quando ele finalmenteresolveu virar macho, levou um tapão de Santana, que mostrou que émais lésbica do que aparenta.


Gosto muito da Naya Rivera e ela roubou o show essa semana. Claro quenão é todo mundo que vai amar essa nova situação, mas o que valeé que ela finalmente está saindo da zona de comforto e quem sabefinalmente vai dar uns amassos na Brittany, que obviamente foi aestrela das Telettubies quando decidiu que a campanha eleitoral deMercedes não estava boa já que não tinha cartazes e coisas dotipo. LINDA!


Não estou gostando de como Sue está se comportando esses dias. Umahora ela quer destruir o clube, quer aparar os cabelos sebosos deWill, quer usar toda a verba da história para novos pom-pomscheirosos e outra hora quer ser amiga e totalmente solidária. Alémdo mais, ela fez isso bem na frente de Burt e Will. Tem como piorar?


Sem contar que o debate veio em boa hora, já que Kurt estava quaseganhando o prêmio de personagem mais boring. Rachel também é umaboa candidata para o prêmio. Finalmente eles fizeram as pazes, massério, qual foi o motivo da Rachel entrar na disputa? Ela já tinhapraticamente tudo para entrar na faculdade, precisava se submeter àoutra humilhação? Pois, convenhamos, ninguém ia votar nela.Confesso, porém, que o discurso de Kurt foi emocionante e soltei um’legal’ enquanto via.


Uma coisa muito mais interessante que aconteceu no episódio foi onovo relacionamento sério de Puck. Ele fala que é adulto, masprecisou de uma lista de razões para os dois ficarem juntos. Semcontar que né, aquela apresentação foi fodástica. Puck está Hotfor Teacher e eu estou Hot for Puck. Quero muito que essa storylinese desenvolva legal e que não tenha um final ou meio tão clichêassim.


As outras apresentações foram perfeitas, principalmente o Mash-Upde Rumor Has It e Someone Like You feito pelas Telettubies. Aliás,Lady Gaga? Quem se importa com ela quando temos a Bruxa Má do Oestecantando igual uma Deusa (como sempre) para todo mundo ficarapaixonado? Bom, tinha o Will lá também…. Mas ele só atrapalhoumesmo.

@marcoacpontes

Publicado em novembro 26, 2011, em Glee, Review. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: