Frases: Citações Da 1º Temporada De Grey’s Anatomy

Confira as citações da primeira temporada de Grey’s Anatomy:

 Episódio 01

“O jogo. Dizem que a pessoa leva jeito pro negocio… ou não.
Minha mãe era umas das melhores. Já eu, por outro lado, sou meio perdida.
Eu não consigo pensar em uma única razão pra eu querer ser cirurgiã, mas consigo pensar em mil razões pra desistir.
Eles dificultam de propósito. São vidas que estão nas nossas mãos.
Tem momentos que não tem nada a ver com o jogo, e ai você da o passo certo ou
vira as costas e vai embora.
Eu deveria desistir, mas só tem um porém.. eu adoro a arena do jogo.”
(Meredith Grey)

Episódio 02
“Tem tudo a ver com limites. A linha de chegada no final da residência, esperar na fila por uma chance no centro cirúrgico e ainda tem o limite mais importante: o limite que separa você das pessoas com quem você trabalha. Não adianta ficar muito intimo e fazer amigos. Você precisa de fronteiras entre você e o resto do mundo. Com alguns é melhor nem se envolver.
Tem tudo a ver com limites, desenhar linhas na areia e rezar pra que ninguém ultrapasse.
Em algum momento você tem que tomar a decisão. Fronteiras não mantém ninguém fora, elas cercam você La dentro. A vida é confusa e é assim que evoluímos. Então você pode passar a vida impondo limites ou pode passar a vida desafiando todos eles. Mas existem limites que são perigosos demais pra ultrapassar.
Eu só sei de uma coisa, se você tem disposição para correr o risco… a vista do outro lado é espetacular.”
(Meredith Grey)

Episódio 03
“Passamos a vida no centro cirúrgico, sete dias por semana, doze horas por dia. Estamos mais juntos que separados. Depois de um tempo os hábitos da residência viram os hábitos do cotidiano. Numero 1: sempre mantenha um placar. Numero 2: faça o que puder pra superar o outro. Numero 3: não faça amizade com o inimigo. Ah, numero 4: tudo, tudo é uma competição. E quem disse que o importante é competir, nunca pegou num bisturi. Tem outro jeito de sobreviver a essa competição, um jeito que ninguém conta pra gente, um jeito que aprendemos sozinhos. Numero 5: não é um corrida, não mesmo, não há vencedores nem perdedores. As vitórias são contadas pelo numero de vidas salvas. E de vez em quando, se agente for inteligente, a vida que agente salva pode ser a própria vida. “
(Meredith Grey)

Episódio 04
“Intimidade, palavra de cinco sílabas que significa: tome meu coração e minha alma, faça um sanduiche com os dois e saboreie. Tão desejada quanto temida, difícil de se conviver e impossível de não ter. Intimidade também vem acompanhada de três “P”: Parentes, Paqueras e Parceiros. Certas coisas são inevitáveis, outras agente prefere nem ficar sabendo.
Eu queria que existisse um manual sobre intimidade, um tipo de guia que avisasse quando agente passa dos limites. Seria ótimo se as linhas fossem visíveis, mas não da pra fazer uma. Agente agüenta ate não poder mais, mantém o máximo que pode. Quanto às regras, talvez não existam. As regras da intimidade nós temos que definir sozinhos.”
(Meredith Grey)

Episódio 05
“Lembra de quando você era criança? Quando sua maior preocupação era se ia ganhar uma bicicleta de aniversario ou se ia comer biscoitos no café da manhã? Virar adulto, é a maior roubada. Não, sério, não se deixe enganar pelos saltos altos, por uma boa transa e por não ter os pais por perto dizendo o que fazer. Ser adulto é assumir responsabilidades. E responsabilidade é um saco, é muito, muito chato. Adultos tem que estar em lugares, fazer coisas, ganhar a vida, pagar o aluguel e se você estiver se preparando para ser cirurgiã, segurando um coração humano nas mãos, fala serio, é muita responsabilidade. Que saudade da bicicleta e dos biscoitos, não é? A parte mais assustadora da responsabilidade é quando você pisa na bola e deixa ela passar pelas sua mãos. Responsabilidade é uma coisa muito chata mesmo. Infelizmente depois que agente passa da idade do primeiro sutiã, a responsabilidade não acaba mais. É inevitável. Ou alguém faz agente encarar ou sofremos as conseqüências. Ainda assim a vida adulta tem seus bônus. Eu estou falando do salto alto, do sexo e de não ter os pais falando o que fazer. Isso é muito, muito bom.”
(Meredith Grey)

Episódio 06
“Há uns duzentos anos Benjamin Franklin contou ao mundo o segredo do sucesso dele. Nunca deixe para amanhã, disse ele, o que você pode fazer hoje. Ele foi o homem que descobriu a eletricidade, o certo seria acreditar no que ele disse. Eu não sei por que adiamos as coisas mais se eu tivesse que apostar, eu diria que tem a ver com o medo. Medo de fracassar, medo da dor, medo da rejeição. Às vezes é medo de tomar uma decisão, porque e se for a decisão errada? E se agente cometer um erro que não da pra consertar?
Seja qual for o nosso medo, uma coisa é certa: o sofrimento por não fazer alguma coisa é pior do que o sofrimento por fazer. Uma sensação de que se tem um tumor enorme.
Deus ajuda quem cedo madruga. É melhor prevenir que remediar. Bobeou, dançou. Não podemos dizer que não fomos avisados, todos conhecemos os ditados, ouvimos os filósofos, ouvimos o aviso dos nossos avós sobre tempo perdido, ouvimos os malditos poetas nos mandando aproveitar ao máximo. Mas ainda assim, às vezes, nós pagamos pra ver. Temos que errar para aprender. Temos que aprender nossas lições. Temos que varrer a possibilidade de hoje pra debaixo do tapete de amanhã até não poder mais. Ter certeza é melhor que imaginar. Acordar é melhor que dormir. E mesmo o maior fracasso, mesmo o pior e mais incontornável erro é melhor do que nunca tentar.”
(Meredith Grey)

Episódio 07
“É o seguinte, se alguém disser pra você que dormir é perda de tempo e que você vai ter muito tempo pra isso depois de morrer, manda falar comigo depois de alguns meses como interna. Tá certo que não é só o trabalho que faz agente perder uma noite de sono.
Sério, se a vida já é tão difícil porque dificultamos ainda mais? Porque a necessidade de apertar o botão de autodestruição?
Acho que agente gosta de sofrer. Deve estar na nossa essência. Porque sem sofrimento, sei lá, talvez não nos sentíssemos vivos. O que eu quero dizer com isso, é porque insisto em me dar marteladas? Pra poder me sentir ótima quando eu paro.”
(Meredith Grey)

Episódio 08
“Sabe quando agente era criança e acreditava em contos de fadas? Naquela fantasia de como seria a vida, vestido branco, príncipe encantado, que levaria agente para um castelo nas montanhas… deitava na cama à noite, fechava os olhos e tinha a mais completa fé.
Papai Noel, fada dos dentes, príncipe encantado… pareciam tão reais que agente quase tocava eles. Mas com o tempo agente cresce, e um dia agente abre os olhos, e o conto de fadas já era. A maioria se na apóia em coisas e pessoas nas quais pode confiar. Mas o fato é que, é difícil se livrar do conto de fadas completamente, porque quase todos ainda têm aquela esperançazinha, aquela fé, de que algum dia vai abrir os olhos e tudo vai virar realidade.
No fim das contas a fé é uma coisa engraçada. Ela aparece onde agente menos espera. É como se um dia agente percebesse que o conto de fadas pode ser um pouco diferente de como era nos sonhos. O castelo, bom, pode não ser um castelo. E não é tão importante ser feliz pra sempre, desde que agente seja feliz agora. E assim de vez em quando, a cada ano bissexto, as pessoas surpreendem agente. E muito de vez em quando, as pessoas deixam a gente sem fôlego.”
(Meredith Grey)

Episódio 09
“Não há segredos na ciência, a medicina tem um jeito de expor mentiras. Dentro das paredes do hospital a verdade é nua e crua. Como guardar segredo fora do hospital? Bom, ai é um pouco diferente. Uma coisa é certa: Seja o qual for o segredo que queremos esconder, nunca estamos preparados para o momento que eles vêm a tona.
Esse é o problema dos segredos, como as desgraças, eles adoram companhia. Eles vão se acumulando até ocuparem todos os espaços, até agente não ter lugar pra mais nada. E ai são tantos segredos que parece que vamos explodir.
Uma coisa que as pessoas esquecem é como poder ser bom quando agente deixa os segredos virem à tona. Sejam bons ou ruins. Pelo menos eles vêem a luz, agente gostando ou não. Assim que os segredos vêm à tona agente não precisa mais se esconder atrás deles. O problema dos segredos é que quando agente pensa que esta no controle, é pura ilusão.”
(Meredith Grey)

Publicado em dezembro 22, 2011, em Frases, Grey's Anatomy. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: