Arquivo da categoria: Covert Affairs

Review: Covert Affairs 2×16 – Letter Never Sent (Season Finale)


Agoranão há mais segredos.
Tudoo que não sabíamos sobre Jai foi revelado nesse episódio deliciosode Covert Affairs, o season finale. Gostei bastante no geral, tirandoalguns probleminhas que acontecem no meio do caminho. FinalmenteAnnie virou homem e matou uma pessoa. Palminhas. Pelo menos na horade matar ela não hesita, mas quando é outra coisa….

Sabiaque um episódio dedicado inteiramente a Annie e Danielle seria umaboa coisa, e foi bastante, até Dani começar a reclamar toda horasobre sua vida, seu casamento e sobre o trabalho de Annie. Hajareclamações. Infelizmente, isso me faz ficar irritado, sendo quetodo esse drama da indisponibilidade de Annie já devia ter paradoepisódios atrás.

Alémde ficar reclamando o tempo inteiro, ela ainda deu birra no começodo episódio quando descobriu que o marido (cuja face ninguémconhece) estava comendo a secretária, só para depois mostrar namaior cara dura que ela já tinha até outro de reserva. Sem falarque foi por causa dela que o assassino sabia onde procurá-las.

Obom do episódio foi que Annie teve que se preocupar não só com aprópria vida, mas com a vida da irmã também. Fiquei com o coraçãoapertado quando o assassino começou a correr atrás de Dani. Por ummomento, pensei que esse seria o grande acontecimento da SeasonFinale, mas felizmente (ou não) não foi.

Nãoteve nenhum grande acontecimento, como foi no final da primeira, comBenn quase morrendo por ter sido baleado. Gostei, porém, da últimacena, mostrando que os roteiristas tem sim, vontade de colocar nossadupla deliciosa Annie e Auggie juntos em um futuro próximo. Esperoque aconteça logo no começo da terceira temporada.

Reclameique estavam demorando muito para desenvolver o plot de Jai, masfinalmente descobrimos: ele quer o emprego da Joan! Simples assim.Passou por cima do pai, comprou uma briga feia com Arthur, só porqueele quer ter o luxo de se sentar na mesma cadeira que a apáticasenta. Em uma briga (nos tapas) quem ganharia: Arthur ou Jai? Euapostaria em Jai. Ele é árabe.

@marcoacpontes
Anúncios

Review: Covert Affairs 2×13-15 – A Girl Like You/Horse to Water/What’s the Frequency, Kenneth?


Um jogo de xadrez écodinome para armas militares russas.

Em mais um ótimoepisódio, Covert Affairs junta minha dupla favorita depois de Anniee Ben. Annie e Eyal. Os dois são ótimos juntos e fiquei muitocontente quando percebi que desse episódio não passava… Mas não,de alguma forma, Annie ainda não conseguiu nenhuma ação além dequase ficar bêbada esperando por um cara que provavelmente não iráaparecer novamente por um bom tempo.

Foi bastante interessantedescobrir mais sobre a vida do agente, principalmente quando o queele havia dito era mentira. Ele queria mesmo era matar o informante,já que ele foi o responsável por um atentato nas Colinas de Goda,que matou a irmã. Irônico que Annie, de alguma forma, piorou toda asituação ao amarrar o cara na cama. Às vezes ela não é uma boaagente mesmo.

Pensei que Jai teria umaparticipação maior na série, mas ele continuava lá, reclamando.Sem contar que deve ter aparecido menos de dois minutos no episódiointeiro. Auggie, por outro lado, está com o pior plot dessa segundaparte da temporada, o amor incondicional que ele sente por uma garotaque ele mal conhece e nem consegue ver.

Sem contar que no inícioela disse que passaria 2 anos longe. 2 anos longe do Auggie?Ninguém iria aguentar. Setivesse passado algum tempo entre o episódio da semana passada e odeste, tudo bem, mas não passou. Ou seja, não dá pra acreditar queele estaria perdidamente apaixonado por ela a ponto de colocar tudopara os ares.

2×14: Horse to Water

De alguma forma, osroteiristas de Covert Affairs conseguem criar uma atmosfera densa quevai culminando, até atingir o ponto máximo do episódio. Nada foidiferente aqui, sem contar que tivemos muito desenvolvimento depersonagem, já que Annie teve que lidar com um caso das irmãs,sendo que a própria anda tendo alguns probleminhas com a dela.Covert Affairs eleva o território da TV americana para outrosníveis, sem sombra de dúvida.

Um dos únicos problemasda série atualmente é que, estão demorando muito tempo paradesenvolverem logo a storyline de Jai. Episódio passado ele virou umsuper coadjuvante, nesse episódio ele ainda parecia perdido em umahistória que até o próprio personagem não sabe o que estáfazendo.

Pelo menos deram um breakdo romance de Auggie e com a outra whatever girl. Eu espero quedeixem quieto por um bom tempo, pois sabemos que ele não a conhecemuito bem. Imagina se ela é, na verdade, uma espiã da Rússia?Aí sim teria algum sentido.

Felizmente,o caso dessa semana foi bastante sólido, o que me fez torcer paraqualquer outra pessoa. Queria muito que tivesse alguma reviravolta nofinal. A irmã boazinha que cuida de cavalos podia muito bem ser ainformante. Mesmo assim, foi tenso quando as três se encontraram eAnnie quase foi atingida. Sem contar que a loira finalmente tomoucoragem e decidiu começar o treinamento de armas. Isso é algo queAnnie estava precisando a séculos.

2×15:What’s the frequency, Kenneth?

Umdos problemas que tive com esse episódio foi o furo imenso naresolução da história. Seria bem mais interessante se estivéssemoslidando mesmo com uma bomba e não com uma pessoa. Sem contar que nemfalaram por que o contrabandeado era procurado, mas tudo bem. Senti afalta de alguma coisa nesse episódio, mas não sei muito bem o quefoi.

Poroutro lado, o personagem da semana, Kenneth, foi bem legalzinho e fezuma boa parceria com Annie. Sem contar que as intenções delepoderiam ser bem diferente. Talvez ele sabia desde o começo que elaera da CIA e foi por causa disso que ele a abordou.

Finalmentederam um final para o romance mais rápido da série, Auggie e amenina. Totalmente desnecessário. Não aprendemos nada deinteressante e fiquei extremamente irritado com ela termiinando tudo.Sem contar que episódios passados, deram a entender que Auggie iriasegui-lá para onde ela for, o que não faz muito sentido.

Oplot de Jai foi a coisa mais interessante do episódio, já quedurante o episódio não aconteceu nada mesmo. Ele devia saber, jáque é filho de um manipulador, que algo estava errado com aquelamissão. Jai podia, no mínimo, ter pesquisado um pouco mais, antesde mandar uma equipe para a Bolívia. Já no primeiro dia, todosforam capturados. Não deu pra entender, porém, porque Arthurdecidiu fazer uma extração e ainda deixar Jai levar o crédito.Será que ele sabia, desde o início, porque Jai abriu a missãonovamente e se sabia, o que ele vai querer em troca?

@marcoacpontes

Review: Covert Affairs 2×12 – Uberlin


Covert Affairs voltando a ser uma sériede bons drinks.


Engraçado que com avolta de Covert Affairs, a série está me empolgando novamente.Fiquei tão emocionado, em julho de 2010, quando descobri que PiperPerabo iria fazer mais indecências (e agora na TV) que amei muito asérie. Verdade seja dita, a segunda temporada até o episódio 10(salvo algumas exceções), não estava boa mesmo.


Que bom, porém, que asérie voltou com tudo, fazendo com que os coadjuvantes nãocontinuem sem aquela dose de importância, já que na primeira parte,ninguém se importava com Jai e muito menos com Arthur. Agora, fiqueiaté triste sem ver a storyline de chantagem e manipulação doárabe. Claramente eu estou me divertido até demais com tudo isso.


O episódio da semana foisuper agradável, e quem não tinha IDEIA da cidade em que sedesenvolveria toda a situação pelo nome do episódio, é burro.Convenhamos que os roteiristas de Covert Affairs amam R.E.M atédemais.


Até achei Joan maisaceitável (geralmente é o contrário) e isso só prova que a sérieestá novamente na minha lista das séries de bons drinks. Fico étriste por Annie. Além de não conseguir ficar com nenhum interesseromântico, ainda não sabe seguir as pessoas direito, já que Elsajá havia percebido que a outra a seguia fazia um tempão.


Mesmo que todo aquelerelacionamento entre Auggie a fornicação avulsa da semana fezsentido, considerando que Billy era bastante importante na vida doceguinho, o que fez com que toda aquela aproximação entre os doisseja extremamente desejada.


O que mais me interessoufoi esse relacionamento atemporal entre Arthur e Elsa, que até fezcom que Arthur concordasse em participar de um plano que,convenhamos, sabíamos que não iria dar certo desde o começo.

@marcoacpontes

Review: Covert Affairs 2×11 – The Wake-Up Bomb

Annie Walker e seus pretendentes.


Covert Affairs volta paraseus seis episódios finais, tentando melhorar depois de uma falhaprimeira parte da temporada. Confesso que não sei se foi por causada vontade de ver Auggie logo ou o que, mas gostei bem mais desseepisódio do que qualquer outro nessa temporada.


Claro que nem tudo é ummar de rosas, já que tivemos o plot mais redundante da série. Annieconhece alguém e acaba que ele pode ser um terrorrista. Sério? Opior de tudo é que até com latinos ela ainda não consegue umanoite de prazer. Só consegue comida deliciosa.


Curiosamente até o plotque mais parecia não vingar na primeira parte da temporada nesseepisódio funcionou muito bem. Seria muito falta de bolas se Jairealmente quisesse depor só por causa daquele probleminha em queArthur quer mandá-lo para Phoenix.

Felizmente, Jai só estava sendoum manipulador, conseguindo até o que queria e ainda com a ajuda dopai, que nem percebeu que estava sendo usado! E acabou que o papaimuçulmano acabou gostou. Nada como um bom jogo de manipulação paracriar mais vínculos em uma relação de pai e filho.

Fiquei com medo de Danielle não ter mais nenhuma função na série, mas pelo menos nesse episódio, ela ficou bem, reclamando com Annie para tirar logo as coisas do apartamento. Claro que a dinâmica entre as duas já está bem diferente, mas sinto falta daqueles episódios em que ela dava a louca e fica seguindo ela de carro e depois nem conseguia almoçar com a irmã.


No mais, foi uma boavolta. Não foi muito emocionante, mas serviu para que Anniemostrasse novamente que não consegue nem pegar gripe. Porém, ascenas em que ela divide com Auggie foram ótimas. Os dois tem umaquímica invejável juntos. 

Review – Covert Affairs 2×10 – World Leader Pretend (Summer Finale)


Será que só eu que senti que esse episódio precisava de algo a mais?


Review – Covert Affairs 2×09 – Sad Professor


/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;
mso-ansi-language:EN-US;
mso-fareast-language:EN-US;}

No episódio dessa semana, Annie descobre que seu mentor em Georgetown foi morto e (choque) era na verdade, um agente da CIA espionando uma cédula de espiões do Paquistão.
O episódio em si foi bom pois mostrou um caso que tinha tudo a ver com o que Annie está passando. Além de descobrir que seu professor era da CIA, foi o próprio que a indicou para a agência. Mesmo assim, ele disse para ela nunca se tornar uma espiã, e com o passar do episodio, Annie percebeu que ele não queria que levasse uma vida dupla, mentindo para todos que ama todo dia.
Foi simples como a situação foi resolvida, era só achar o pontinho lá e pronto. Porém, para chegar lá, Annie teve que lidar com várias inseguranças que já existiam e agora parecem explodir. Foi bom que, dessa vez, ela percebeu mesmo que precisa contar sobre seu trabalho para Danielle e demorar só piora.
Os roteiristas tentaram colocar a culpa de toda a situação pra cima da mulher, Safia. Mas estava na cara que aquela árabe não sabia de nada. Foi bastante previsível onde o pontinho estaria e o caso não foi muito bem trabalhado, mas tirando isso, foi uma boa tentativa de espionagem.
Arthur ficou extremamente ocupado no episódio tentando participar da operação. Joan percebeu que, na verdade, ele estava com medo pois poderia ter acontecido com ele. Não senti muita simpatia pelo personagem, pois não houve tempo suficiente, em episódios anteriores, para lidarem com essa insegurança. Então, pareceu mais um enchimento de linguiça, algo que Ben sabe fazer muito bem, com aquele shalong dele.
Danielle, tadinha… está desesperada para descobrir por que o trabalho de Annie é tão exaustivo e ver ela aparecendo mais na série foi ótimo. A personagem traz um alívio cômico para a série e ainda é uma personagem simpatizante. Enquanto Annie está viajando igual Julia Roberts em “Eat Pray Love” e acabando com todos, Danielle fica em casa angustiada e ainda nem consegue almoçar com a própria irmã. Não sei como ela irá lidar com a descoberta, mas eu espero que demore menos de 6 meses para falar com Annie novamente.
Sigam-me no twitter: @marcoacpontes

Review – Covert Affairs 2×08 – Welcome to the Occupation

É, eu também queria apalpar o pacote do Ben do mesmo jeito que aquele pseudo-terrorista fez.

Quando uma agente da CIA se torna refém numa crise no México, Annie é designada para fazer reconhecimento como uma jornalista e depois planejar uma fuga. Mas, pela primeira vez EVER, Joan volta à ação, juntamente com o delicinha, Ben. 

Devo comentar que o episódio passado foi o melhor da temporada, então o próximo episódio teria que ser muito bom para não passar despercebido. Com esse episódio, a série acertou em cheio mais uma vez, provando que sabe fazer espionagem melhor do que ninguém.

Como já está na segunda temporada, a série já estava devendo algum episódio envolvendo situação de reféns. Não entendi a demora, se o resultado seria esse. Gostei de praticamente tudo no episódio, principalmente da cena inicial na empresa. Quem diria que todos aqueles iriam participar do ‘protesto’ contra a empresa de petróleo? Cena inicial linda também, Annie e seu doutor tentando ficar longe das genitálias um do outro, escalando. 

Ben apareceu novamente, querendo fazer coito com Annie mas ela disse: ‘no,no,no’. Ele sabe que ela está diferente, mas isso me deixou pensando: Ben obviamente é bem melhor do que o doutor, claramente Annie não quer deixar ninguém chegar perto da perseguida.  

Em outra parte nada a ver do episódio, Jai tenta novamente virar um protagonista, falando com o seu pai e depois com a tal jornalista culpada por todas as acusações e vazamentos sobre Arthur. Felizmente, essa brincadeira pegou poucos minutos do episódio e se tivesse sido mais, eu queria logo que Jai estivesse na missão do México e quando fosse sair pela janela, caísse logo dela. A única coisa boa disso tudo é que Jai está se tornando como seu pai: um traidor. Será legal ver como essa storyline acontecerá.

Joan finalmente achou um propósito na série, além de ficar aparecendo o tempo todo em pé, sendo uma vadia e tentando parecer gostosa. Ela luta muito bem, o que foi aquilo? Quem sabia que aquela loira desagradável poderia fazer coisas daquele naipe? Além de tudo, ela pareceu mais humana nesse episódio, além do robô que geralmente é: ela tem UMA amiga e se importa com ela. A irmã de Annie apareceu só para fazer a pergunta que todos querem saber: Eles vão se casar? Pois obviamente, só assim que Annie finalmente conseguirá fornicar com alguém.

O que não deu muito certo foi que Annie conseguiu descobrir certas coisas muito rápidas, como quem realmente estava por trás de tudo aquilo e que Delgado não iria deixar ninguém sair vivo de lá. Porém, gostei do tanto que ela ficou assanhada nesse episódio, retrucando todas as coisas que o Delgado falava e ainda ficou chocando durante a entrevista. 

Sigam-me no twitter: @marcoacpontes

Review – Covert Affairs 2×05/06/07 – Around The Sun/ The Outsiders/ Half a World Away

 NASA. Episódio salvado pelas paisagens e Auggie aumento a cota de shirtless da série.


NASA. Simples assim. Engenharia é algo que eu sempre me interessei, principalmente por ter vários amigos e ex-affairs que fazem isso. Só sei que geralmente, os engenheiros são brutos, cheios de si e totalmente safados. Nesse episódio, o engenheiro, Will, estava bem longe de ser assim. De qualquer forma, mais outra tentativa de coito que não aconteceu. Percebi que Annie só vai ser titia mesmo, cuidando de suas sobrinhas como no final do episódio.

O quinto episódio manteve-se em torno de um possível traidor dentro da NASA, ajudando os colombianos. Além disso, tivemos a participação legal, porém apagada, de Jaime Alexander. Auggie finalmente decidiu que estava na hora de mudar, mas mesmo assim não resolveu virar um rosto público da agência. Tapa na cara de Arthur e Joan por terem achado que aquele velinho não ia conseguir dar um fechamento no caso do negligente Arthur. Bem feito!

Finalmente, a irmã de Annie, que de tão necessária ela é na série eu nem me lembro o nome, fez algo a mais esse episódio. Ela ficou reclamando do marido enquanto corria.

O caso dessa semana foi normal. Nada diferente, não foi tão grandioso igual o terceiro, que, de longe, é o melhor episódio da temporada. Gostei de ver um relacionamento saudável entre pai e filho e o tanto que eles gostam e se importam um com outro a ponto do Will ir para a cadeia somente para livrar o filho das influências colombianas.

Annie se deu muito bem nesse episódio, mostrando que finalmente sabe LUTAR e ainda correr muito. Quem imaginava que uma pessoa tão pequena e magra igual ela conseguiria correr tanto atrás da de cabelo estranho?
Pela primeira vez nessa temporada, Covert Affairs me deixou na mão. Fiquei tão emocionado em descobrir que o sexto episódio passaria perto da Ucrânia, Polônia, que fiquei com muita vontade de beber. E foi isso que eu fiz. Porém, o episódio em si um desapontamento. Foi salvo pelas paisagens.

Nesse episódio, todos estavam de volta em seus respectivos postos- Auggie estava na sua área de conforto, mas Reva continuava a me irritar. Pra começar, no final do episódio passado, deu a entender que a personagem iria evaporar da série. Mas não, ela está de volta, mais revoltada e nerd do que nunca e ainda não deram ao luxo de explicar o motivo pelo qual ela ainda estava na CIA.

Annie e Reva foram mandadas para a divisa de Belarus para instalar algumas câmeras mas acabaram sendo sequestradas pela polícia secreta da nação. Enquanto isso, Joan, Auggie e Jai fazem de tudo para salvá-las.

O motivo pelo qual Reva foi mandada com Annie vai além da minha compreensão. Todo mundo sabe que ela não tem treinamento nenhum no campo, mas mesmo assim, manda uma baby para fazer aquele trabalho? Isso não faz nenhuma sentido, mas óbvio, é a CIA.

Pelo menos, a série mostrou uma ótima dica: beber várias rodadas de vodka pode te ajudar a escapar de situações nas quais sua vida corre risco!

O melhor do episódio foi Danielle (o nome da irmã da Annie. Dessa vez eu descobri) mostrando o tanto que se importa com a irmã, passando o dia inteiro em um consulado estrangeiro somente para tentar mandar o passaporte de Annie para a mesma. Foi uma gracinha, mas sinceramente já está na hora dela descobrir sobre a vida dupla da irmã. Outro momento mágico no episódio foi Jai finalmente tendo algum destaque na série, mesmo que seja só para reclamar que o helicóptero estava sem combustível.

Agora, o sétimo episódio foi perfeito! Não há como descrever melhor esse episódio. Ele foi tão bom, mas tão bom, que eu vi ele três vezes. E claro, o motivo mesmo era o tanto de cenas shirtless que apareceram no episódio, mas quem se importa?

Essa semana, descobrimos como Auggie ficou cego e quem fez isso acontecer. Ver aqueles flashbacks com toda a equipe que Auggie sempre falava reunida e tudo o que aconteceu era algo que esperava descobrir a muito tempo atrás. Além disso, o episódio não poderia ter sido locado em nenhuma outra cidade mais foda do que Istambul.

Auggie tirou umas férias para ir ao festival de música de Istambul, quando reconhece a voz do homem que o fez perder a visão. Foi ótimo ver Auggie finalmente no campo, quase matando Khani, ganhando a luta, CEGO, roubando completamente a cena e ainda melhor foi a super cota de quase-nudez que aconteceu nesse episódio.

Acho que o mais importante para Auggie, não era matar Khani por ter sido o responsável pela sua cegueira mas sim, pois o vagabundo matou sua equipe inteira. Auggie é uma pessoa muito aultruísta, como já deu pra perceber durante a série inteira, mas esse foi o ápice de tudo e convenhamos, não poderíamos esperar um episódio melhor do que esse. O personagem é muito querido por todos que assistem a série, mas agora, ele deve ter virado meu personagem favorito.

Foi bom ver essa mudança que aconteceu com Auggie: antes, ele era um homem vívido, alegre, que amava a sua equipe, só para ver essa ser assassinada por um árabe idiota. Mesmo sabendo que no final daquela sequência Auggie iria perder a visão, mas a antecipação criada foi brilhante.


P.S.1: Houve uma super nostalgia com a música tema de Gaslight no final do episódio, quando Auggie desce do avião. Fiquei arrepiado só de lembrar daquele filme.

P.S.2: Auggie nem havia chegado na cidade e já tinha alguém para fornicar. Como pode?

Review – Covert Affairs 2×03/04 – Bang and Blame/ All The Right Friends

Annie volta a fazenda!

Annie Walker volta a fazenda para terminar seu treinamento no terceiro episódio da temporada. Não de verdade, obviamente ela estava lá por causa de algo: a CIA acha que um dos instrutores do campo anda vazando informações e nomes para inimigos.

Em tese, foi divertido e inovador ver Annie cercada por outros iguais ela ano passado: recrutas e aspirantes a CIA, ela se sentiu em seu próprio elemento. O plot twist foi interessante, em como Annie descobriu que de fato, era um dos recrutas e não o próprio treinador. Falando em treinador, aquele é rude e grosso, mas eu senti um pouco de tensão sexual entre os dois. Ele podia aparecer mais para finalmente fazer acontecer um coito para Annie.

Jai, tentando se enquadrar no elenco fixo de CA de qualquer maneira, faz uma ameaça a Joan. Ele não viu o poder que ela tinha no tribunal, semana passada? Arthur é outro que pensa que sua mulher é burra: acha divertido e normal se encontrar com sua ex-mulher que pelo jeito, todos odeiam. Joan é da CIA, Arthur, igual você. Ela ia conseguir descobrir e devia ter te castrado logo.

Mas vamos falar de Auggie e Annie por um momento: A química entre Gorham e Perabo é deliciosa. Quando os dois estão juntos na tela, roubam todo o show do resto do elenco. Não mata também Auggie estar sem camisa. Poderíamos sugerir mais disto nos episódios, mas acho que eles não iriam aceitar. Agora, como ele conseguiu chegar no quarto tão rapidamente é algo que eu ainda estou tentando descobrir.

Conhecemos também a próxima tentativa de coito de Annie, depois de Ben. Dr. Scott. Sinceramente, fiquei com muito receio na cena do restaurante, achando que ele era do mal e sabia quem ela era. Temos que tomar cuidado com ele por enquanto. Em Covert Affairs, qualquer coisa pode acontecer.

 

O quarto episódio de Covert Affairs nos levou a Argentina. Na verdade, foi mais no matinho do país, para depois ir para a GRANDE Buenos Aires, onde conseguimos chegar a todo lugar rápido, pois, obviamente Annie é biônica para conseguir correr tanto e não passar fome.

Nossa Coyote Ugly teve que participar de uma troca de “agentes” em solo argentino. Já há muitos problemas com essa ação em si. Claramente, algum problema iria acontecer por lá, e infelizmente, não foi um coito. Annie está tão necessitada que nem aproveitou a chance quando Carlo finalmente parou de falar para pegar ele. Vejo que o Ben deixou ela para trás por que ela não deve dar conta do trabalho.

Nada contra Joan, mas às vezes parece que ela não conhece seu marido. Não sei qual é o propósito de fazer de Auggie seu novo “menino”, mas pelo jeito não haverá mais cenas shirtless do ceguinho. Pena.

Às vezes, Annie é muito burra. Foi bastante burra nesse episódio achando que se soltar o moreninho lá ele não ia fugir. Ele realmente não calava a boca, provavelmente teve mais diálogos do que a própria protagonista. Se ele fosse um colírio, pelo menos eu aceitava, mas não foi o caso.

Nesse episódio teve meu primeiro momento “que série horrível” desde o início da temporada. A chave CAIU bem na hora que, finalmente, Annie iria se separar de seu amado. Momento super clichê aquela cena. Felizmente, o fato deles ainda estarem usando a algema de sex shop ajudou a botar o loiro-oxigenado no chão.  

No geral, o episódio foi bem morno.. quase congelado. O episódio da semana passada foi, de longe, até agora, o melhor episódio dessa temporada, mas mesmo assim, essa semana teve um episódio divertido e de novo, outra tentativa de coito aconteceu. Não adiantou, pois, obviamente, Annie não gosta de nenhum estrangeiro, só está com vontade de ganhar do Ben.

Review – Covert Affairs 2×02 – Good Advices

 J’aime Paris. Tem como não amar?



Covert Affairs nos apresentou um episódio muito delicioso essa semana. Já sabia que seria grandioso, pois foi filmado em Paris e ainda trouxe Eyal de volta. Nunca me senti tão feliz ao ver Covert Affairs.

O episódio girou em torno de Annie Walker indo a Paris para conseguir informações sobre um terrorista desconhecido. Joan foi convocada para ser jurada e dessa forma, não poderia estar presente, deixando Auggie no comando.

Por episódios assim que faz de Covert Affair uma das melhores produções nesses últimos anos, principalmente da USA. Não houve um momento em que seria óbvio o que iria acontecer, principalmente em relação ao final entre Joan e Auggie. As cenas de Joan no tribunal foram necessárias para finalmente a personagem não ficar só fazendo cara torta e tentando parecer gostosa nos vestidos dela.

Annie já aproveitou toda a situação e ainda quase pega Eyal. Não sei por que não rolou pegação. Claramente, Annie e Eyal estão precisando. Enfim, a única coisa óbvia seria que o mesmo conseguiria pegar a câmera de Annie, e ela, sendo meio ingênua, ainda deixou. Isso mostra o tanto que a personagem precisa crescer dentro da CIA: não parece que ela está preparada para tudo.

Mesmo que o agente-fodão tem muito mais anos de experiência, ela já tinha que mostrar que estava na CIA por ser talentosa e habilidosa, uma coisa que ela não mostrou muito bem durante as cenas dos dois.

O episódio da semana passada foi morno: parecia mais um episódio filler, e não uma season premiere. Porém, tudo agora foi esquecido, principalmente agora, que a série conseguiu mostrar um episódio excelente e que ainda acrescenta muito aos relacionamentos de Annie: por causa de Eyal, ela contou uma meio verdade para a irmã. Aliás, a atriz que faz a irmã de Annie, foi escalada agora como regular. Onde?