Arquivo da categoria: New Girl

Review – New Girl 1×03 – Wedding

New Girl segue no caminho certo!


Depois dos rapazes ajudarem a Jess nos episódios anteriores, agora é a vez da Jess ajudar eles, ou melhor, ajudar o Nick, porque no caso do Schmidt ela só atrapalhou.

No episódio Wedding o Nick pede para a Jess fingir ser a namorada dele para fazer a Caroline ficar com ciúmes. Pois é, depois dele dispensar a Caroline para ajudar a Jess no restaurante e ser o primeiro a insistir que a Jess fosse buscar as coisas dela na casa do ex-namorado, todo mundo pensou que ele finalmente superou a ex e estava pronto para seguir em frente, quem sabe até mesmo com a Jess, mas na verdade ele continua apaixonado pela Caroline.

O papel do Winston no casamento era ser o recepcionista, mas um muleque enjoado pegou o cargo de recepcionista dele e queria zuar ele o tempo todo. Ele continua fora de sintonia com a série, mas nesse episódio ele teve seu momento com a Jess, e ainda falou que ele e os rapazes estão felizes por ela estar por perto. Seria legal se ele virasse amigo da Jess. Se acontecer dela ficar com o Nick mesmo – o que eu acredito que vai – ela vai precisar de alguém além da Cece – que passou em branco no episódio – para conversar, e com certeza esse alguém não vai ser o Schmidt. 

Com toda a fofura da Jess ninguém imagina que ela possa botar medo em alguém, certo? Errado. O Schmidt estava querendo ficar com a Brooke (Katie Cassidy), e apesar dele não ter se saído muito bem flertando, ela até caiu na dele. Lembra que eu falei que a Jess só atrapalhou as coisas para o Schmidt? Então, a Jess foi até o banheiro para cortar o short super apertado que ela estava usando, e ao encontrar com a Brooke ela a “ameaçou” enquanto segurava uma faca. Na verdade não foi tão assustador, e em parte a culpa é do próprio Schmidt que falou para a Brooke que a Jess pode ser perigosa quando bebi. Como as coisas com a Brooke foram por água abaixo ele acabou ficando com a Gretchen, uma mulher com quem ele vai para cama em todos os casamentos.

Apesar deles terem pedido para a Jess não agir na festa como ela normalmente age, ela estava gostando de estar lá e parecia que ela estava levando muito a sério o trabalho de namorada falsa. Depois do Nick se divertir com a Caroline e ignorar a Jess, a Caroline contou que tem namorado, e então o Nick ficou arrasado e muito bêbado. Depois do nada ele apareceu sóbrio – muito estranho né? – e terminou tudo com a Caroline. Confesso que vou sentir falta das ligações que ele fazia para a Caroline com sotaque Irlandês (É Irlandês mesmo?).

Enfim, deu para rir bastante nesse episódio. Teve várias cenas legais. Eles dançando a dança da galinha no final do episódio foi muito engraçado e estranho ao mesmo tempo, eu até senti vergonha por eles. A atuação da Zooey foi perfeita. E como eu já disse, a série parece ter um grande futuro. 

Infelizmente a Fox está mexendo na sua grade de programação, então a série vai dar uma parada e volta dia 1 de novembro. Até lá.


Review – New Girl 1.01 – "Pilot"

Agora é oficial. Finalmente a Zooey Deschanel merecidamente ganhou papel principal em uma série.

A história de New Girl gira em torno de Jessica “Jess” Day (Zooey Deschanel), uma professora de 20 e poucos anos que está tentando superar o fim de seu relacionamento com um modelo, e eventualmente muda para o apartamento (que ela achou nos classificados) de três rapazes solteiros.
Além da Zooey, no elenco principal temos o Nick Miller(Jake Johnson, Sexo Sem Compromisso), um bartender que levou um pé na bunda da namorada, e mesmo depois de vários meses, quando está bêbado, ainda liga para a ex falando que a ama. Schmidt (Max Greenfield, Raising the Bar, Ugly Betty, Greek), o “douchebag” da turma, que se acha o “gostosão”. Cece Meyers(Hannah Simone, Beautiful People) a modelo, e melhor amiga da Jess. E por último, mas não menos importante temos o Coach (Damon Wayans, Jr, Happy Endings) um ex-atleta e atual treinador que não sabe conversar com as mulheres. Devido à renovação da série Happy Endings, onde o Damon é recorrente, ele terá que deixar a série (o que na minha opinião é uma pena, pois o personagem dele parecia ser bem interessante). Quem substituirá o Damon será o ator Lamorne Morris, que já aparece nos novos pôsteres da série.

Bom, após uma não-tão-breve descrição dos personagens, vamos a história. Tudo começa com a Jess querendo surpreender o namorado satisfazendo uma fantasia que ele tem por strippers. Por ironia, quem é realmente surpreendida é Jess que depois de estar nua e desajeitadamente cantando (Yep, a Jess ama cantar, tipo all the time, fez até sua própria theme song e tudo), ela dá de cara com o namorado e uma outra mulher também quase nus.

Duas semanas após a separação a Jessica vai até o ap dos rapazes(que pelo anúncio ela achou que fosse de garotas) para uma entrevista, onde eles decidirão se ela se qualifica para morar lá com eles. A pesar do Nick estar relutante em aceitá-la, o Schimidt acaba o convencendo.

Logo após a Jess se mudar já começam os problemas de convivência. Tudo que ela faz é chorar e assistir Dirty Dancing, e é aí que o Schimidt propõe a ajudar a Jess a arrumar um encontro para ajudá-la a superar o fim do relacionamento.

A Jess estava surpreendentemente “normal” depois de arrumada para sair, e a pesar da sua não-tão-boa performance flertando, ela acaba arrumando um encontro.

Estava tudo correndo bem, até que a Jess leva um bolo do cara com ela ia se encontrar só porque ela enviou mensagens longas para ele, e o Nick depois de receber um convite para tomar um drink com a ex passa a oportunidade para ir “salvar” a Jess da humilhação de ficar esperando pelo encontro e ele não aparecer (Confesso que foi heartbreaking essa cena). A partir desse momento começou a ficar meio que claro que a série seguiria o caminho clichê das séries e filmes do gênero, onde o cara e a garota levam um pé na bunda, e ao passar do tempo a amizade evolui para o namoro, o namoro não dá certo, eles se separam, a garota fica de um lado pensando no cara, e o cara do outro pensando na garota e por aí vai…

Um toque legal da série foi eles inventarem o “Douchebag Jar”, onde cada vez que o Schimidt fizer algo idiota ele tem que colocar um dólar no jarro. Eu acho importante a série ter uma coisa só dela, tipo o Penny Can game de Cougar Town.

Eu prestei atenção para ver se teve alguma mudança do episódio pre-air e o episódio oficial, mas tudo que eu achava que mudou, quando eu ia olhar não havia mudado. Eu ia colocar o episódio no notebook da minha irmã para rodar ao mesmo tempo em nós assistíamos a série no meu, mas quando tivemos a ideia já estava na metade do episódio. Então a única discrepância que teve ou que eu pude reparar é a nova abertura, que por sinal ficou bem melhor.

A série parece ser promissora, principalmente se focar nas coisas que a Jessica pode aprender com os rapazes e vice versa. Vai ser uma boa experiência para ambos os lados, que com certeza vai render boas risadas e deixar os telespectadores com um gostinho de quero mais assim como aconteceu nesse primeiro episódio.

A Zooey foi perfeita. Ela é muito fofa. Para quem não gostou muito do piloto, vale a pena dar um crédito a ela e assistir a pelo menos mais uns três episódios. Com o tempo a série vai consertando os erros, e tenho certeza que quem não gostou, vai acabar gostando.

Então, é isso, para aqueles que conseguiram chegar ao fim da minha interminável review, até o próximo episódio.

Primeiras Impressões – New Girl 1×01 – Pilot (Pre Air)

Zooey Deschanel faz a sua estréia na TV. Porém, será que foi uma boa decisão?

A nova série da FOX, que teve seu piloto disponibilizado grátis no Itunes, foi a primeira a ser anunciada das novas séries para nova temporada em maio. Obviamente, eles possuem grandes expectativas e devo dizer que, no geral, a série é até aceitável.

Conta a história de Jess (Zooey), uma mulher lá nos 20 e alguma coisa que acabou de sair de um relacionamento e começa a morar com 3 caras solteiros: o bartender Nick (Jake M. Johnson, Sexo Sem Compromisso), um personal trainer chocolate Coach (Damon Wayans Jr., Happy Endings), e um cara que se comporta e parece um modelo, Schmidt (Max Greenfield, Raising the Bar, Veronica Mars). Há também a participação da melhor amiga de Jess, cujo nome não é necessário saber.

A personagem de Zooey é totalmente diferente de qualquer outra que ela tenha feito em filmes. Aqui, ela é uma garota insegura, chorona, estranha socialmente e completamente louca. Louca daquele jeito meio geek, não louca por falar coisas estranhas e viver a vida vendo Dirty Dancing -ops, ela faz isso- mas mesmo assim, é um choque para quem achava que ela sabia interpretar um só tipo de personagem. O lado cômico dela já foi explorado em outros projetos, mas aqui, se a pessoa não fosse de fato engraçada, faria a série se tornar um lixo. Ela é engraçada e não acaba tanto com a série assim. Sem contar que ela praticamente cantou um CD inteiro nesse episódio. Além de maluca, a personagem ama, AMA, cantar, em qualquer situação.

Como qualquer produção americana, é cheia de referências a cultura pop e é bastante besteirol. Entretanto, a série possui um ritmo muito rápido e talvez as piadas funcionariam melhor caso eles diminuissem um pouco o ritmo, aumentando o tempo para os atores acharem o timing perfeito. Há bastante cena flashback, mas elas funcionariam melhor também se o ritmo fosse menos acelerado.

Os atores machos funcionam bem como um grupo e todos são engraçados. Zooey faz um bom trabalho quando é colocada em situações nas quais uma garota não estaria. A cena inicial do episódio, no apartamento do ex-namorado dela é genial. Ás vezes, porém, ela parecia um pouco forçada, principalmente quando precisava interagir com outra mulher.

É a típica comédia perfeita para a emissora. Ver os homens tentando se adaptar (muitas das vezes não conseguindo tal feito) às lorotas de uma garota foi extremamente engraçado e é isso que a série deve mostrar. O melhor é assistir como eles vão se adaptar à ela e não o contrário.

Twitter:: @marcoacpontes