Arquivo da categoria: Person of Interest

Review – Person Of Interest 1X08 – Foe

Como diria Seu Madruga: A vingança nunca é plena. Mata a alma e a condena


Sinceramente para este episodio estava esperando uma continuação para o arco histórico do Elias. Não aconteceu, mas mesmo assim foi um episodio excelente. Person of interest esta provando que não é apenas mais uma serie policial, que se limita a investigação de casos. Ela é muito mais humana, mais densa, se preocupa em envolver seus personagens e, consequentemente, o seu telespectador. Isso me agrada, mesmo sabendo que em 8 episódios não sem tem ainda um “Big case”, o que ajudaria bastante na trama.


O caso da semana foi sobre vingança. Um ex-agente da Stasi que vai atrás de seus antigos companheiros que o entregaram junto com a esposa (morta em um acidente de carro) ao governo americano, em troca de uma nova vida nos EUA. O cara é uma versão alemã de Reese. Conhece métodos de tortura com agulhas além de possuir uma arma disfarçada de alça de mala com rodinhas. Épico. Bom, o cara chega aos EUA, encontra dois de seus antigos companheiros e os mata. Quando ele vai matar o terceiro ele descobre que sua mulher não morreu, que foi engado durante todo o tempo (24 anos), e acaba ficando mais puto ainda. Nesse meio tempo, Finch e Reese conseguem descobrir onde a esposa do alemão mora, dando tempo de salva-la. E ai vem à cena que valeu os 45 minutos do episodio.

O alemão chega a casa e logo de cara encontra Reese na melhor pose “Eu sou ultra foda e daqui você não passa”. Ledo engano. O alemão troca duas palavras com Reese e já o apaga para um interrogatório/tortura básico. Para quem critica a atuação de Jim Caviezel, dizendo que ele é duro demais, que não demonstra sentimentos, essa cena foi a justificativa. Reese não se abala, tira uma onda dizendo que já foi eletrocutado só por quererem saber seu nome. Caviezel consegue passar essa sensação de frieza, de “eu não sinto dor” e “Não tenho nada a perder”. E não tem mesmo. Não tem porque foi treinado para isso, como foi mostrado nos Flashbacks. 

Gosto muito desse recurso em series. Ajuda de uma forma dinâmica a contar a historia. Nos episodios anteriores os roteiristas não conseguiram acertar muito bem o uso, mas nesse episodio, caiu como uma luva. A harmonia foi muito grande e foi um dos elementos que contribuiu para a sensibilidade do episodio.

O episodio se encerra com a alemão descobrindo que tinha uma filha e que sua esposa, pelo menos na frente da menina, o tratava como um herói. Ele percebe que todo o tempo que ele gastou planejando a vingança foi em vão e que seu amor pelo país e se serviço como agente corrompeu suas atitudes até aquele momento. Isso comove Reese, levando a mais uma vez a repensar sua vida e seu exercício como soldado americano. Será que valeu a pena abandonar as pessoas que amava pelo bem do EUA? No que Resse se tornou?
Essa questão já vem incomodando-o a um certo tempo e com toda a certeza é isso que o motiva a trabalhar para Finch mesmo desconhecendo totalmente a historia do milionário.

OBS1: A cara que o Finch faz quando Reese tira a arma gigantesca do carro foi épica.
OBS2: Sera que existe alguma possibilidade da Ex-companheira do Reese aparecer em algum outro episodio? Eu gostei dela. Tem estilo.
OBS3: Por um momento eu achei que o Reese ia cruzar com Carter. Mas é obvio que não aconteceu.
OBS4: Quem diria hein… Fusco salvando Reese. HAHAHAHA. Surpreendente.



Review: Person Of Interest 1X01-07 – Pilot/Ghosts/Mission creep/Cura Te Ipsum/Judgement/The fix/Witness

                                                 Um avião? Um passaro? Não! Mr Reese!!!                  

Quando sentei na frente da tv para assistir ao piloto de Person of Interest, não sabia o que sentir… O que esperar de uma serie com o nome de J.J Abrams envolvido na produção e com Michael Emerson (Ben de Lost) no elenco? De uma coisa eu tinha certeza: Ruim não poderia ficar. E realmente não ficou.
A serie é escrita por Jonathan Nolan. O cara participou da criação do roteiro de Batman The Dark Knight e, por incrível que pareça, deixa transparecer isso na serie. A historia é sobre um milionário (Mr. Finch, interpretado por Michael Emerson) que, após os atentados de 11 de setembro, cria um software capaz de identificar outros possíveis ataques. Porém o programa também identifica casos de caráter irrelevante, que não tem importância nenhuma para o governo. Esses ficam armazenados em um banco de dados e são deletados no final de cada dia. Com dor na consciência, Mr. Finch decide que esses casos irrelevantes também deveriam ter a chance de serem solucionados. Para isso ele cria uma “Backdoor” no software e recebe uma lista de números de Cpf de pessoas que estarão envolvidas em crimes, por ordem de ocorrência. Para ajuda-lo ele contrata John Reese (Jim Caviezel), um ex-agente de campo da CIA e exercito. E ai a comparação com Batman é inevitável.

Reese é praticamente um super-herói. O cara bate em todo mundo, atira, interroga, enfim, consegue tudo o que quer. É o Batman sem a mascara e os carros legais. Outro fator que permite a comparação é Nova York. A cidade é puro crime, cheia de policiais corruptos máfias, trafico… É praticamente Gotham City.

A serie segue o padrão “casos da semana” e a cada episodio vai introduzindo elementos que aumentam o leque de opções de roteiros. Ainda não se tem uma grande historia, mas em 7 episódios os personagens já estão bem caracterizados e existem dois núcleos narrativos: O primeiro é a dupla Finch-Reese, que fazem peripécias tecnológicas(rastrear celular, Hackear conta bancaria, interceptar ligações…) para poderem evitar  os crimes da semana. E o outro é a “delegacia”, com a detetive Carter e com o detetive Lionel Fusco.

A Carter até agora é o coringa da série. Não teve uma participação muito ativa mas com certeza sera  um personagem fundamental para o crossover dos dois nucleosNo piloto A detetive cruza o caminho de Reese antes dele ser convocado por Finch. Reese(no melhor estillo mendigo deprimido) bate em uns muleques no metro e acaba preso. Finch paga a fiança e Reese é solto. Carter desconfia e a cada novo episodio chega perto de descobrir a  identidade do mendigo faixa preta.


Lionel Fusco é um policial corrupto. Participa do caso do piloto e, claro, é desmascarado por Reese que agora o usa como informante dentro da policia. Por enquanto não esta sendo muito aproveitado como eu gostaria mas acredito que possa render belos episodios


De uma forma geral Person of Interest vem agradando. Com episodios coesos e bem escritos, a serie demostra uma segurança incrivel. Nem parece estreante desse Fallseason. E por merecimento ja tem temporada completa garatinda. Vamos ver como ela se sai daqui em diante. É isso.


@gabaao