Arquivo da categoria: The Office

Review – The Office 8×03 – Lotto

Como você se sentiria se você quase ganhasse na loteria?

No Lotto os trabalhadores do armazém ganharam na loteria, então eles fizeram o que a maioria das pessoas fariam caso tirassem a sorte grande, eles fizeram a festa e se deram adeus para a Dunder Mifflin. O plot do episódio parecia ser interessante, mas foi só impressão mesmo, porque na verdade ele foi bem fraco.
Os funcionários que trabalhavam no armazém sempre jogavam na loteria, e quando o Darryl saiu de lá, ele parou de participar das apostas e para o azar dele, a turma do armazém ganhou na loteria, e para piorar eles ganharam usando a data de nascimento do Darryl. As coisas não estavam indo bem para ele, e ficou ainda pior depois que a Justine – que ele enchia a boca para falar que ela estava saindo com ele – praticamente deu um fora nele quando mostrou interesse em sair com um dos felizardos ganhadores.
Esse foi o pior episódio dessa temporada. Eu não aguentava mais ouvir o Darryl reclamar, ele estava patético. O Andy mais uma vez mostrou não saber tomar decisões difíceis, ele nem se quer soube conduzir uma entrevista de emprego. Não deu para soltar nenhum lol nessa história toda. O que salvou o episódio foi o Jim, Dwight, Erin e Kevin no trabalhando no armazém. A Erin estava muito engraçada.
Espero que o próximo episódio seja mais divertido.

Review – The Office 8×02 – The Incentive

O segundo episódio da “era” Robert California foi muito melhor do que o primeiro. Será que foi pelo fato dele ter aparecido em poucas cenas?

As primeiras cenas foram bem engraçadas. O Kevin inventou de passar a falar as coisas usando menos palavras, para poupar tempo. O Jim e a Pam ficaram preocupados, eles pensaram que ele estava passando mal, ou algo parecido. A Angela e o Oscar falaram que ele estava normal, que ele sempre foi assim, mas que piorou ao passar dos anos. O Jim e a Pam levaram ele até o Andy, e juntos eles o convenceram a falar normalmente. Se prestarmos atenção, para que vamos perder tempo falando a frase direitinho, se podemos falar usando poucas palavras que transmitam a mesma mensagem? Eu acho que é uma ideia válida.
Para variar, o Andy estava preocupado em agradar o Robert, fazendo com que ele vá perguntar aos seus colegas de trabalho qual gravata e clip ele devia usar, atrapalhando a reunião que o Dwight estava fazendo. O Dwight não consegue superar o fato do Andy ter sido escolhido para ser o novo gerente, então ele decide ficar quieto na dele, sem interferir, e esperar até que o Andy perca o cargo.
Quando o Robert resolve aparecer, todo mundo meio que age como se estivesse pisando em cascas de ovos. Parece que vai demorar um bom tempo para eles acostumarem com o novo chefe, principalmente o Andy que sem querer o chamou de pai.
O Robert pediu para todo mundo do escritório trabalhar duro para dobrar a porcentagem de vendas. O Andy estava perdido, não sabia qual estratégia tomar e muito menos por onde começar. Ele tentou conversar com o povo para ver se algum aparecia com uma ideia boa, mas só serviu para deixar ele ainda mais confuso. O Dwight que sempre tem resposta para tudo continuou com a sua tática e se recusou a ajudá-lo. Desesperado e sem saber a quem recorrer, o Andy teve a ideia de dar pontos para os funcionários que trabalhasse melhor, e esses pontos poderiam ser trocados por prêmios. O Andy disse que deixaria eles tatuarem na bunda dele o que quiserem se eles conseguissem juntar 5mil pontos.
A tática de Andy não podia ter sido melhor, eu nunca vi os funcionários trabalhando tanto em apenas um dia de trabalho, não tinha ninguém parado. Vendo todo o esforço feito por eles, o Andy começou a ficar preocupado. Ele pensou que eles nunca iriam conseguir aquela quantia de dinheiro, mas para o desespero dele, eles conseguiram em apenas um dia. Ele até tentou oferecer o seu carro em troca de apenas mil pontos, mas eles recusaram e decidiram que ele iria fazer uma tatuagem de um bebê saindo da bunda dele. Eu não consigo nem imaginar como ele iria conseguir fazer isso.
Com a galera reunida na tattoo shop, o Andy estava morrendo de medo, não só pela parte da tatuagem, mas também pela insegurança de achar que não dará conta de fazer um bom trabalho como gerente. O Jim foi consolá-lo dizendo que ele iria se sair bem, que com o tempo ele iria pegar o jeito e tal, e que ninguém esperava que ele fosse realmente fazer a tatuagem. O Andy animado com o conforto do amigo resolveu fazer a tatuagem que para a nossa surpresa, não era a imagem de um bebê saindo do seu traseiro e sim uma imagem de um cachorrinho com a palavra “NARD” que representa o apelido inventado por ele mesmo”Nard Dog”. Não precisa nem dizer que o Andy adorou né?
Não sei porque, mas agora que a Angela e a Pam estão grávidas ao mesmo tempo, a Angela resolveu se aproximar da Pam, que ela nunca gostou e acha muito irritante. Realmente não dá para entender. Ela convidou a Pam para ser sua parceira de caminhada, mas no fim uma se irritou com a outra e acabou que elas desistiram.
Nesse episódio nós vimos o grupo mais unido, mais leve e recuperado da tensão daquela lista boba de vencedores e perdedores. Deu para perceber que com o tempo nós vamos acabar nos acostumando com as mudanças, e que o Andy vai evoluir muito nessa temporada, quem sabe até se tornar um grande líder que saiba dar ordens, mas também ouvir cada um deles.

Review – The Office 8×01 – The List

E o novo gerente regional da filial da Dunder Mifflin Paper Co./Sabre em Scranton, Pennsylvania é…?
Robert California (James Spader – The Practice, Justiça Sem Limites, Boston Legal)! É isso mesmo, Robert California.

Depois de atores como Will Arnett, Ray Romano, James Spader, Ricky Gervais, Catherine Tat e Will Ferrell participarem da série em busca da vaga de novo gerente regional, o escolhido foi Robert California. Para quem não se lembra, o personagem de Robert California é um cara muito seguro de si, manipulador e altamente persuasivo, que conseguiu surpreender até mesmo os homens.
Se você ficou surpreso com a escolha, vai ficar mais surpreso ainda com o que vem a seguir. Logo depois do Robert entrar na Dunder Mifflin, ele deu uma olhada no escritório e foi até a Florida a procura da Jo Bennett (Kathy Bates – estrela de Harry’s Law) atual diretora executiva. Por incrível que pareça, ele usou suas “habilidades” para convencê-la a dar o seu emprego para ele. Dá para acreditar, ela deu para ele o seu próprio cargo? Provavelmente esse foi apenas um motivo mal pensado para a Kathy Bates deixar a série e se dedicar mais a sua personagem em Harry’s Law, porque essa atitude da personagem não tem nada a ver com a personalidade forte e batalhadora que ela demonstrou ao decorrer da série.
Com o Robert na posição de Diretor Executivo, sobrou para ele decidir quem ficaria com a vaga de gerente que foi brevemente preenchida por ele, e Andy Bernard (Ed Helms) foi o escolhido para a posição. Como era de se esperar, o Andy no começo ficou meio perdido a frente da liderança e o Dwight morrendo de inveja por mais uma vez ficar sendo a segunda opção.
Foi revelado que teremos duas grávidas no escritório. Uma delas é a Pam, que dessa vez está esperando um menino. E a outra é Angela, que casou com o Senador Robert Lipton (Jack Coleman – Heroes, Days of our Lives) que é gay mas ela não sabe.
Apesar do episódio ter sido importante para o desenvolvimento da série, ele não foi dos mais engraçados. Logo no começo, algumas pessoas do escritório estavam fazendo uma brincadeira chamada Planking, que é basicamente a pessoa ficar parada em lugares estranhos como se fossem uma prateleira. Como ninguém do escritório estava gostando da brincadeira, o Andy pediu para o Dwight fazê-los pararem brincar. Quando ele foi fazer a Meredith parar, ela estava fazendo planking na divisória do banheiro (Sabe esses banheiros de shopping, escolas que tem vários sanitários com divisória? Então, não sei como, mas ela estava ali em cima) e ele usou o extintor de incêndio nela, e ela caiu dali em cima do vaso sanitário, o que foi de longe a parte mais engraçada do episódio.
No resto do episódio o povo ficou tentando decifrar o significado de uma lista que o Robert deixou na recepção e que continha os nomes do povo do escritório separados em dois grupos. Todos ficaram curiosos e principalmente preocupados em saber o propósito da lista. O Robert então convidou um dos grupos para almoçar com ele, e lá no restaurante ele disse que o grupo que estava com ele era o grupo de vencedores, e que os demais são perdedores. Andy então resolveu mostrar suas habilidades como um líder, citando as qualidades e defeitos de cada um do grupo dos perdedores.
Uma coisa que ficou clara nesse começo de temporada, é que The Office caiu muito de produção com a saída do Michael Scott (Steve Carell), é quase gritante a falta que ele faz. Confesso que estou curiosa para saber como eles vão fazer para manter o Robert California como personagem regular na série, porque não faz muito sentido um CEO de uma empresa ficar apenas em uma filial, principalmente a de Scranton que não está nem perto de ser uma das melhores. Bom, é esperar para ver né …

[Noticia] James Spader poderá entrar para o elenco de “The Office”

https://i0.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20110626001824.jpg
O ator James Spader (“Justiça Sem Limites”), um dos atores cotados para substituir Steve Carell no final da última temporada de “The Office”, poderá entrar para o elenco da série, porém, em outro papel.
Baseado na comédia inglesa de mesmo nome, a atração mostra o dia a dia de uma filial da empresa fictícia Dunder Mifflin, anteriormente liderada pelo gerente regional Michael Scott (Carell), que deixou o seriado este ano.
De acordo com o site Entertainment Weekly, o personagem Robert California, que foi interpretado por Spader na trama, iria entrar no lugar de Jo (Kathy Bates), como novo diretor executivo da companhia Dunder Mifflin.
No Brasil, “The Office” é exibida pelo canal FX.
Natelinha