Arquivo da categoria: The Simpsons

Review: The Simpsons 23×09 – Holidays of Future Passed

Bem-vindos ao futuro!

Uma das coisas mais estranhas nos Simpsons é o fato delesnunca terem envelhecido nesses 23 anos da série. De vez em quando somospresentados com visões de como seria o futuro dos personagen e foi exatamente oque aconteceu nesse especial de Natal.
Depois do jantar de ação de graças, Marge tenta animar afamília para as comemorações natalinas. O primeiro passo é tirar a foto para ocortão de Natal, mas Homer e as crianças não se empolgam com a ideia, afinal,quem se importaria com a aparência deles em qualquer ano? É aí que acontece umdos melhores momentos do episódio com uma ótima sequência de fotos, ondepodemos ver o evelhecimento dos personagens durante os anos.
A história se passa no futuro e descobrimos o queaconteceu com cada um. Homer e Marge vivem sozinhos depois de terem aturadoBart por mais tempo do que eles esperavam, Lisa se casou com Milhouse depois dealgumas experiências lésbicas na faculdade e Meggie se tornou uma diva damúsica pop. Engraçado o fato da caçula dos Simpons ter virado uma cantora,sendo que ela nunca foi de falar muito.
Todos vão se reunir para um Natal em família, como nãofaziam há muito tempo. Bart, recém-divorciado, leva os filhos para a casa dosavôs, Lisa aproveita a crise alérgica de Milhouse para passar mais tempo comsua filha e Meggie, prestes a dar a luz, vai descansar a voz na casa dos pais.Aqui vale ressaltar que os roteristas tiveram a ótima sacada de nunca mostrarMeggie falando, o que me deixou numa expectativa tremenda!
Vários detalhes em relação ao futuro dos personagensfuncionarram muito bem, tanto com os principais como com os coadjuvantes. Moecontinua com o bar que, por ser um lugar que sempre é uma cena criminal, nuncamudou muito, Lenny e Carl trocaram seus cérebros, Skinner comanda um albergue nolocal onde antes ficava o colégio, Apu ainda comando o mercadinho, só que agoracom a ajuda de seus óctoplus, que tem cada um seus próprios óctoplus, Sr. Burnsainda está vivo (!) e o vovô Simpson está devidamente congelado em uma câmaracreogênica.
O episódio termina com uma clássica lição de moral,falando da importância da família e da convivência com as diferenças de cadaum. Pode parecer piegas, mas apesar desse não ser o núcleo familiar mais normalda TV, eles sempre sabem valorizar o amor que sentem uns pelos outros.
Então é isso, Feliz Natal e Ano Novo para todos. Nos vemos de novo no dia 8 de janeiro de2012, que é quando voltam os episódios inéditos dos Simpsons. Paz!
Anúncios

Review: The Simpsons 23×08 – The Ten-Per-Cent Solution

Krusty e o mundo maravilhoso da TV a cabo.

O mundo da televisão vive em constante evolução e era dese estranhar que o formato do programa do Krusty ainda durasse. Mesmo que ascrianças só estivessem interessadas em ver as aventuras de Comichão eCoçadinha, o palhaço sobreviveu com seu programa ultrapassado e antiquado. Bom,pelo menos até ele ser demitido.

Quando tudo parecia perdido, Krusty reencontra a agenteque o transformou de um comediante stand-upboêmio para o palhaço que conhecemos. E ela veio com a brilhante ideia de levarKrusty para o mundo da TV paga com um programa para os adultos que um dia foramseu público infantil. Afinal, as pessoas adoram uma boa nostalgia.

A partir daqui vemos ótimas piadas em relação a TV a caboe seu público diferenciado. A começar pelo nome da emissora, que é uma misturade HBO com Showtime, os dois maiores canais elitistas dos EUA. Séries comoBordwalk Empire, Entourage e The Wire não ficaram de fora da zoação, é claro.
O novo Show do Krusty estava indo muito bem, recebendoótimas críticas dos intelectuais especializados inclusive, mas alguma coisa não estavacolaborando para um maior sucesso. A empresário megalomaníaca quis tomar afrente de tudo, o que acabou desagrando os executivos do HBOWTIME (excelenteesse nome) que fizeram Krusty escolher entre o show e sua empresária. Ele optoupela amante, mas continuou na TV a cabo fazendo soft-porn. Winning!

Parece estranho um episódio dos Simpsons em que a famíliaprotagonista não está em destaque, mas eles marcaram presença com ótimas piadas sobre omundo televisivo no início do episódio e ajudando o Krusty a superar o difícilmomento de sua demissão.

OBS.: Adoro as piadas internas, como quando Krustyquestiona o fato de os filmes que os desenhos de seu programa tiram são do anopassado, dando a entender que as paródias foram escritas quando eles saíram,mas levou muito tempo para serem feitos.

Review: The Simpsons 23×07 – The Man in the Blue Pants

Homer J. Simpson, um homem de negócios.

Ao longo de 23 anos pudemos acompanhar Homer searriscando em diferentes tipos de emprego. Até astronauta ele já foi. Dessa vezHomer não precisou ir muito longe da usina para exercer outro ofício, já queele foi promovido. E junto com essa promoção vieram as confusões que só opatriarca mais atrapalhado da TV poderia arrumar.
Tudo começa quando Krusty, o palhaço, resolve escolherentre os seus fãs quem poderia organizar um evento para promover a sua vodka.Bart vence a disputa e Homer, como seu responsável, fica encarregado da festa.Vai tudo indo muito bem até que o Sr. Burns aparece e quase acaba com tudo.Cabe a Homer, com todo seu traquejo social e malemolência, dar um jeito de ovento não terminar em desastre.
O Sr. Burns percebe essa qualidade de Homer em lidar comas pessoas e resolve promovê-lo. A partir daí, Homer mergulha de cabeça nomundo dos negócios onde o trabalho é mais divertido, mas o tempo com a famíliaacaba inevitavelmente reduzido. Seu mentor o avisou que ele perderia a alma,mas isso soou mais como uma vantagem para Homer, que não precisaria mais ir àigreja.
Mas apesar da bebedeira e do recente comprometimento como trabalho, Homer é um homem de família e sentiu falta do conforto de seu lar.A solução para este problema foi juntar prazer e trabalho em uma mesma viagem,o que acabou com uma terrível decisão para Homer entre família e trabalho. Masé claro que acabou escolhendo aqueles que sempre estiveram ao seu lado.
Outra coisa importante a se destacar no episódio foi aaproximação de Bart e Lisa. Homer não tinha mais tempo de ler um livro para suafilhinha antes de dormir, então encarregou Bart de ler para sua irmã. Ele nãolevava muito jeito para a coisa no início, mas Lisa o ensinou a ler história eele acabou pegando gosto pela leitura. Bart só não contava que seria vítima dosbullies do colégio e seria obrigado aler todos os dias depois das aulas um livro de menininhas para eles. Ah, essesvalentões! Sempre carentes de atenção.
Não foi um dos episódios mais engraçados dos Simpsons,mas valeu pelo fator emocional. Homer é um fanfarrão, bêbado, atrapalhado epreguiçoso, mas ele ama sua família acima de tudo e é sempre bom ver esse ladodele. O homem mais sortudo do mundo, afinal.

Review: The Simpsons 23×06 – The Book Job

7 homens e um segredo.

O mundo de Lisa desaba quando ela descobre que a autorade sua saga infanto-juvenil preferida é uma farsa. Na verdade, todos os livrosque encantam milhares de jovens pelo mundo não passam de um esquema paraarrecadar dinheiro, sem se importar com os leitores que investem boa parte desuas se envolvendo com as histórias.
O que é uma tristeza para Lisa, surge como uma excelenteoportunidade para Homer. Ele reúne uma equipe na intenção de criar a próximafranquia lucrativa da literatura mundial. Basta seguir regras simples: opersonagem principal é órfão, a história acontece em um local relacionado acrianças, como uma escola, que na verdade é mágica, e o protagonista sempredescobre que é um ser sobrenatural. Boom! Receita de sucesso.
Como o mercado já está saturado com histórias devampiros, eles resolvem usar um trollcomo herói. Com o esquema armado, eles só precisavam de alguém com experiênciano ramo literário e aí que entra a participação especial de Neil Gaiman. Tudobem que ele só ficou encarregado de achar um autor falso para o livro, e mesmoassim falhou.
Enquanto Os TrollsGêmeos da Academia Subponte ficava pronto, Lisa tentava criar sua própria sagapara provar que ela seria capaz de criar uma história apenas com seu talento,sem precisar de nenhum esquema maquiavélico. Ela só não contava ser dominadapela procrastinação e acabou se juntando à gangue, cedendo seu nome para apublicação.
Pouco antes de o livro ser publicado, eles descobrem queos editores acharam mais interessante, depois de uma pesquisa de mercado, usarvampiros ao invés de trolls. A partirdaí o episódio seguiu o esquema de reviravoltas típico dos filmes de assalto,resultando no golpe final dado por Neil Gaiman, que roubou a autoria do livrapara si. Ele conseguiu roubar outro bestsellerpara sua coleção, mesmo não sabendo sequer ler. Gênio!
OBS.1: Fiquei com vontade de ler o livro dos Trolls Gêmeos.
OBS.2: Achei que usariam um zumbi como personagemprincipal, já que está na moda.
OBS.3: Muitodivertida a obsessão de Moe em dar um fim na vida de Neil Gaiman. No final dascontas eles eram aliados, quer dizer, pelo menos era isso que o Moe achava…

@peterguimaraes

Review: The Simpsons 23×05 – The Food Wife

Quem é mais divertido, Homer ou Marge?

Em um primeiro momento, sem pensar muito a respeito,todos diriam que Homer tem muito mais potencial para diversão do que Marge.Bart e Lisa com certeza preferem as surpresas de todo sábado que o paiprepara. Marge, enciumada, resolve reverter essa situação e decide levar ascrianças para momentos de alegria inigualáveis que só uma dona de casa dedicadapode oferecer.
Depois de uma tentativa falha no evento religioso CrossGames, que teve a logo estrategicamente manipulada na intenção de confundir umacruz com um X, Marge e as crianças acabam parando em um lugar estranho, comgente esquisita e comida exótica. Eles resolvem experimentar a misteriosaculinária local e descobrem o prazer de serem degustadores.
Antes Marge estava com ciúme da relação do marido comseus filhos, mas depois que ela descobriu uma forma de ficar mais próxima dascrianças foi a vez Homer ficar com ciúme da esposa. Pelo título do episódioachei que fosse rolar alguma referência à série The Good Wife, mas foi só umacoincidência fonética mesmo.
Depois da cena dramática de Homer rastejando escadaacima, reclamando que estava triste demais para andar, foi impossível nãosentir pena dele. Tanto que Marge resolveu convidá-lo a se juntar a turma dedegustadores. Depois ela se arrependeu com medo de que o marido roubasseatenção de todos, como ele tem o costume de fazer. Ela trocou os endereços emandou Homer para uma boca de fumo, que é um local muito fácil de ser confundidocom uma cozinha experimental, não é mesmo?
Tudo terminou bem, já que Marge salvou Homer do perigoque ela mesma o colocou e ainda garantiu diversão para Bart e Lisa ao comercomida de um cientista louco e quebrar um laboratório de metafetamina no mesmodia! Se isso não é se divertir, o que é diversão então, hein?
Outros destaques:Todas as piadas com video games no início do episódio, a experiência de quasemorte do Homer ao atacar a geladeira e Maggie olhando Marge com reprovaçãodepois que ela passou o endereço errado para Homer. Aliás, falando na bebê,acho estranho como às vezes eles esquecem da existência dela em algunsepisódios e aqui pelo menos a Marge citou uma babá. Isso explica muita coisa!

@peterguimaraes

Review: The Simpsons 23×04 – Replaceable You

O dia em que Sue Silvester molestou Homer Simpson.

As participações especiais em Os Simpsons sempre trazemmomentos divertidos para o show e dessa vez não foi diferente. Jane Lynchemprestou sua voz, carisma e personalidade à nova assistente de Homer, roubandomuito mais que a cena no episódio.

Foi estranho ver uma personagem com a voz da malvadatreinadora Sue Silvester toda amigável, flertando com Homer e tudo mais. Nãodemorou muito tempo e ela logo mostrou suas garras, tomando o lugar dele nausina e no bar do Moe. Homer sentiu na pele o que o pessoal de Glee sente, e nãofosse pela ajuda de Ned Flanders essa valentona teria aprontado muito mais como coitado.

Enquanto Homer vivia seu dia de Will Shuester, Bart sejuntou a Ralph na intenção de criar um projeto vencedor da feira de ciências.Depois de muitas ideias furadas, dentre elas um genial molestador de Homer euma vacina contra sapinho, os meninos constroem adoráveis bebês focas robôs. AtéLisa teve que dar o braço a torcer e admitir que seu irmão criou algo útil, jáque os velhinhos do asilo amaram ter a companhia dos bichinhos.

Tudo estava perfeito até uma assossiação funerária, quesecretamente observava o asilo, tentar transformar os animais de estimação eletrônicosem ameaça para os velhinhos, que estavam tão felizes que não queriam mais saberde morrer. Bart então conta com ajuda do maior nerd da cidade, que preferiuajudar crianças na fuga dos bichinhos da cadeia do que ficar com uma missbonitona. Prioridades, minha gente!

No final, a assistente traidora foi vencida por um abraço(claro que a arma secreta contra Sue Silvester seria carinho), os bichinhosvoltaram a alegrar o asilo e tudo acabou numa dancinha bem animada.

OBS.: Menção honrosaao episódio de Comichão e Coçadinha – sempre sangrento, sádico e divertido – eao easter egg na revista Popular Robotics com Bender, o robô alcoólatra deFuturama, na capa.

Review: The Simpsons 23×03 – Treehouse of Horror XXII


Nada melhor do que voltar de uma longa pausa com oclássico episódio especial de Halloween.

A FOX deu um tempo em seus shows para apresentar jogos debaseball e eu já estava em tempo de ficar louco com isso. Felizmente essehiato chegou ao fim e pudemos conferir este episódio especial dos Simpsons,onde sempre vemos a família mais amarela da TV em divertidíssimas paródiaspreparadas especialmente para o dia das bruxas.
A loucura já começa antes da abertura, quando Homerresolve fugir com os doces das crianças e fica preso na sua própria versão dofilme “127 Horas”. Esperar 20 minutos pelo resgaste é algo impensável,realmente, quando uma sacola de doces está à sua espera. Ele só não contava comesperteza das crianças em trocar as guloseimas por vegetais, coitado. Trêsmembros arrancados e muito esforço em vão.
Depois dessa travessura inicial, vem a primeira paródiado episódio. “O Escafandro e o Gorducho” mostra um Homer paralisado pelo venenode uma aranha e sofrendo as consequências de seu estado vegetativo. Tudoestaria perdido, não fosse a descoberta do seu poder de comunicação através deflatulências. Típico do Homer. Ao final ele ganha uma segunda chance e é picadopor outra aranha, se tornando uma espécie de super-herói cadeirante. Destaquepara a piada final quando Homer passa em frente a casa de repouso onde estãotodos os atores que interpretaram o Homem-Aranha em um fatídico musical daBroadway.
Na segunda paródia, “Disque D para Diddily”, Ned Flandersencarna Dexter Morgan, meu serial killer favorito. Com direito a musquinha deabertura da série e tudo, Ned se torna um assassino em nome de Deus, livrandoSpringfield dos maus elementos. Não seria uma ideia tão ruim, não fosse a listade assassinatos criado por ninguém menos do que Homer. O patriarca dos Simpsonsse passa por Deus e engana o crédulo vizinho. Típico do Homer, mais uma vez.Ele só não contava com a ira de Deus Himself por ter usado seu santo nome emvão e acabou por sofrer as consequências. Foi muito divertido ver no final afinada esposa do Flanders de chamego com o Diabo.
Para finalizar, na última paródia, “Em Na’ Vi”, Bart virao cara ressentido na cadeira de rodas de Avatar. Vou confessar que essa versãoresumida foi bem melhor que a original que além de longa, tem o mesmo plot dePocahontas. Mas enfim, foi engraçado ver Bart perdendo a virgindade na suaversão E.T., Milhouse entrando em conflito com a natureza local e o combatefinal entre humanos e alienígenas. Essa paródia não foi tão boa quanto asoutras, mas valeu a crítica aos exageros da produção supervalorizada de JamesCameron.
Antes do episódioacabar, ainda sobrou um tempinho para fazer piada com a atual crise econômicados EUA e ter uma pontinha do Vovô Simpson fantasiado de Cisne Negro, esperandoa sua chance de brilhar. Fica para a próxima, velhote!

Review – The Simpsons 23×01/02 – The Falcon and the D’Ohman/Bart Stop to Smell the Roosevelt

É iniciada mais uma temporada da família que há maistempo diverte as pessoas pelo mundo.

23×01 –  The Falcon and the D’Ohman:

E a pergunta que não quer calar é: será que Os Simpsonsainda tem fôlego para mais um ano de loucuras? Se o ritmo seguir como aconteceunesse episódio, eu diria que sim. Não tem como se cansar das roubadas que oHomer tem tanto talento para se meter.
Gosto do jeito que os roteiristas sempre começam oepisódio de um jeito e as coisas vão acontecendo e se transformando ao longodos 20 minutos do desenho. Quem imaginaria que um novo empregado da usinanuclear de Springfield, ao recusar ter um contato mais íntimo com quem quer queseja, resultaria no sequestro de Homer pela máfia ucraniana? É o que acontecequando um agente secreto cansa da sua vida de aventuras e tenta começar do zeroem uma pequena cidade que está fora do mapa dos EUA. Ele só não contava com a insistênciado Homer em forçar uma amizade com o misterioso novato.
As piadas estão afiadíssimas, e vão desde os flashbacksdo treinameto e da vida passada de Wade, ao mafioso ucraniano se divertindo comvídeos de auto-tune no YouTube. Destaque para as sempre ótimas reuniões no bardo Moe (acho que a única coisa saudável ali é a cerveja), para o vovô Simpson,(que descobriu ainda estar vivo) e para a Meggie, a pequena futura espiã.Aguardemos.
Não posso deixar decomentar o início do episódio, que retoma uma dúvida deixada ao final datemporada passada sobre um possível relacionamento entre a professora Edna eNed Flanders. Os telespectadores decidiram pela união do casal e, segundo osroteiristas, o que o público uniu eles jamais separarão. Amém!
23×02 – Bart Stop to Smell the Roosevelt:
“Não é cedo para refletir sobre as eleições de 2016.”
A frase escrita por Bart na abertura dá o tom doepisódio, que fala sobre a atual crise financeira enfretada pelos EUA. Éinteressante notar a quantidade de séries, filmes e desenhos que têm abordadoesse tema e Os Simpsons não ficariam de fora dessa.
Tudo começa quando o colégio de Bart e Lisa resolve fazerum leilão de intes nada atrativos, como um banco feito por um dos alunos. SeHomer diz que comprou uma peça semelhante no passado e ela não atendeu as suasexpectativas, todos deveriam concordar. O evento segue um fracasso, até queSkinner recebe uma ligação da Inglaterra e acredita que uma simpática senhoraestrangeira está interessada em ajudar a escola. Seria tudo muito lindo, se acoisa toda não da passasse de mais um trote do incorrigível Bart Simpson.
O supervisor do colégio acusa Skinner de não ter pulsofirme com o menino e assume o desafio de educá-lo. Uma tarefa praticamenteimpossível, mas que, aos poucos, vai sendo realizada tendo o presidenteRoosevelt como foco de estudos. Até a turma de valentões é atraída pelo métodonão convecional de ensino, que inclui calvagadas com cavalos de verdade, nãoaqueles que Homer costuma apostar em corridas.
Porém, Nelson sofre um acidente durante uma expedição nãoautorizada da turma e o supervisor acaba sendo demitido. Nunca tinha visto essepersonagem com tanto foco antes, por isso não gravei o nome do sujeito. Bartorganiza uma rebelião no colégio e depois de uma intensa negociação as coisasvoltam ao normal.
Confesso que gosto mais quando o episódio é focado emHomer, mas as traquinagens de Bart são sempre bem-vindas. Os diálogos entre elee Lisa também são sempre interessantes, como quando eles discutem sobre quemfoi melhor presidente: Roosevelt ou Franklin.
E lembre-se, sequiser saber mais sobre o presidente Teodore Roosevelt, basta assistir “UmaNoite no Museu”. O primeiro ou o segundo, qualquer um deles é a escolha depesquisa mais acertada.

[Notícia] Príncipe William e Catherine podem participar de ‘Os Simpsons’

 . Foto: Divulgação

O convite partiu depois que os produtores descobriram que o casal é grande fã da série de TV americana

Foto: Divulgação-PORTAL TERRA 

Rumores indicam que o príncipe William e sua mulher, a duquesa de Cambridge Catherine Middleton, fariam uma participação na próxima temporada de Os Simpsons. As informações são do site E! Online.
O convite partiu depois que os produtores descobriram que o casal é grande fã da série de TV americana. Um representante da Fox disse que o próprio Homer Simpson foi quem fez o convite, prometendo que seria “divertido”, sua esposa seria “graciosa” com o casal, suas filhas “encantadoras”, e seu filho seria “amarrado a uma caldeira no porão”.
O casal teria negado o convite, sendo simpático, dizendo já ter deixado os Estados Unidos. O produtor executivo da série, Al Jean, disse que isso não o impedirá de ter uma participação do casal em episódios futuros: “nossa próxima escolha é o príncipe Harry, e depois vamos atrás de um dos filhos de Sarah Ferguson (duquesa de Iorque)”.

[Notícia] Rede Globo começa a exibir Os Simpsons nas noites de sábado

Os Simpsons (Foto: Divulgação)‘Os Simpsons’ estreia no sábado, dia 9, logo após o Altas Horas (Foto: Divulgação)
A família mais querida do mundo agora anima as suas noites de sábado! Homer, Marge, Bart, Lisa e Maggie prometem muita diversão na série Os Simpsons, que estreia na madrugada deste sábado, dia 9, para domingo, às 3h05, logo após o programa Altas Horas.
A série é baseada nas aventuras de uma típica, e muito louca, família suburbana americana. O pai, Homer Simpson, é um inspetor de segurança da Usina Nuclear de Springfield que adora ver televisão e beber cerveja. Casado com Marge Simpson, uma típica dona de casa, Homer é pai do indisciplinado Bart, da precoce Lisa e do eterno bebê Maggie.
A série Os Simpsons, que antes era exibida nas manhãs da TV Globinho, agora passa a agitar as madrugadas de sábado, logo após o programa Altas Horas. Não perca!