Arquivo da categoria: Two and a Half Men

Review: Two and a half men 9×13 – Slowly and in a Circular Fashion

Após “One False Move, Zimbabwe” posso dizer que eu como fã de Two and a half men tinha perdido as esperanças nessa temporada, mas, me surpreendi com esse episódio que foi realmente bom.


A idéia do episódio não foi lá tão boa, com Robin e Bridget tentando tirar Walden do controle da sua empresa(Walden Loves Bridget), porque ele estava gastando muito dinheiro.O desenvolver do episódio estava muito morno até Walden convidar Alan para fazer parte do conselho da empresa e como sempre Alan apareceu como diferencial do episódio, sendo usado para ser apenas patético.

                             

Patético e um personagem que é manipulado muito fácil, com por exemplo o tal caso com a mãe de Walden e  depois, houve o Porsche vermelho. A coisa sobre Alan é que ele faz essas más, coisas estúpidas mas não é porque ele é particularmente mal, é porque ele é fraco. É por isso que é engraçado. 

O episódio também foi muito dependente de Walden e sua nova série de personagens de apoio (Bridget, Zoe e Robin), os quais estavam situados ao redor da mesa da sala do conselho.  

– Se vale alguma coisa, não são as primeiras mulheres que eu decepcionei.
                          
Ainda falando sobre os personagens desse episódio, uma coisa ficou clara os novos personagens estão sem identidade, sem nexo, por exemplo, nesse episódio ficou clara a mudança totalmente desnecessária da personalidade de Bridget, mais uma vez, quem não se lembra ela prometia ser uma “Rose 2” e perseguir Walden após tomar um fora do mesmo e agora ela volta nesse episódio com uma parceria  inusitada com a mãe de Walden.

Os personagens estão passando por mudanças para chegar ao ponto certo, esse é uma nova série, novos personagens, não iremos ver mais Judith, Herb, Rose, entre outros com tanta frequência, pois já entraram outros personagens no contexto.

Já no final, 
após Alan ajudar Walden a ficar no comando da empresa, Walden acabou passando a casa para o nome de Alan, que despertou minha curiosidade, Charlie era um homem rico e nunca iria precisar pagar hipóteca então cheguei a conclusão que a tal hipóteca foi apenas forma de fazer Alan não ficar com a casa, para fazer sentido na história.

Conclusão: Foi um episódio bom sim, um dos melhores da temporada e recuperou beem a moral após o episódio anterior.

Agora fiquem com uma das melhores cenas do episódio:

        

Anúncios

Review: Two and a half men 9×12 – One False Move, Zimbabwe!

Nem Magilla pra salvar esse episódio.

                           

Quando vi as fotos promocionais do episódio, ficou estampado em mim uma cara de “WTF”, o que um gorila tem a ver com um episódio de natal? E como todo fã da série fiquei na expectativa de ser um bom episódio, mal eu sabia que seria um dos piores da história de Two and a half men.

Sim, foi um dos piores, foi um episódio sem graça, sem cara de Two and a half men, piadas ruins, piadas que chegaram a níveis imaturos, que pode ter sido muito bem causada pelo fato da atriz que interpretou a mãe de Walden, não ter perfil nenhum para comédia, ficando um personagem muito sem graça, ao contrário dos pais de Zoey que eu gostei.Ou pelo fato que Berta e Jake foram mau utilizados como coadjuvantes, assim como Alan que teve várias aparições, mas também não passou de apenas um coadjuvante, nem mesmo as piadas comuns sobre Evelyn e até as cantadas sobre a mãe de Walden me fizeram dar risada.

                                         


Está na cara que eles estão tentando construir um novo Charlie com um jeito diferente mas com os mesmos problemas.Por exemplo: A Rose apareceu no final do episódio passado, e concerteza deve ajudar Bridget a espionar Walden, tornando a relação dos dois como a de Charlie&Rose.

Outra coisa também é relação com a mãe, Charlie tinha dificuldades em se relacionar com a sua mãe, supondo que Walden também terá no futuro após toda essa história do Magilla, que é considerado como um irmão para ele.

Essas características não te lembra alguém? Chuck Lorre e cia, Charlie Harper é único não adianta tentarem criar outro dele para aparecer na série que não vai rolar.

Falando mais do episódio, aparentemente, Walden foi criado com um gorila, Magilla, pelo os seus primeiros quatro anos de vida, como parte de uma experiência de sua mãe, que após isso se desfez do gorila.Ao saber isso Walden surtou e foi a casa de Zoey, logo após criando uma espécie de paródia de King Kong, subindo no telhado e sendo apartado por helicópteros.

E como toda “criança”, Walden recebeu seu presente de natal, reencontrou o seu “irmão” Magilla, que me fez rir e acredito que foi o topo do episódio, que resumindo foi fraco.

Review: Two and a half men 9×11 – A Lovely Landing Strip

Cameron Diaz, señor.


 


Primeiro tenho que dizer, minha teoria estava errada, não seguiram o plot do último
episódio, com Jake em Paris e com a possibilidade de Charlie Sheen voltar, ou seja ele não
irá voltar, foi apenas uma “brincadeira” de Chuck Lorre com os fãs de Sheen.


A história da caneta no ínicio do episódio e toda aquela 
 “guerra” pela cadeira foi
extremamente aleatória, não deixando de ser engraçada.A respeito, alguém tem uma caneta para me emprestar?

Esse foi um episódio diferente, o foco não foi em Alan como a maioria dos episódios exibidos até aqui, mas sim em Walden, que acha que está pronto para encarar um novo romance e esquecer de vez Bridget.

Walden espera que as coisas avancem com Zoey e tenta agrada-lá de todas as maneiras, indo viajar a Guadalajara, dar um colar de diamantes a ela, conseguindo matricular sua filha na escola que Zoey tanto queria e até fazer planos de Natal com ela, atitudes imaturas, reforçando a personalidade do personagem.

Tudo corria bem até Bridget reaparecer na vida de Walden, ao mesmo tempo que ele estava relativamente confortável com sua relação com Zoey.

Walden, depois de ter tanta dificuldade em deixá-la ir, consegue se desfazer de Bridget, mesmo ela após ela  levá-lo até seu quarto e Alan ficar em dúvida sobre o relacionamento, mas ele consegue escapar por isso após obter conselhos de Alan e Jake. Convencido que a opção certa é Zoey, Walden vai dar a notícia para Bridget, que o surprende, deitada em sua cama de lingerie.

                   

Bridget mostra quem ela realmente é, começando talvez uma séries de loucuras, jogando seu carro de frente com a casa. Algum tempo depois, ela está no convés espionando Walden jantando com Zoey quando Rose vem até ela e se oferesse a ajudar.

A série está a série está ficando muito boa, ao contrário das expectativas depois da saída do Charlie, o humor ta se ajeitando e a cada episódio que passa fica mais engraçado de assistir, nesse episódio quem se destacou foi um mero coadjuvante, Jake, novamente salvando o episódio, as cenas onde Jake arrisca alguns comentários em “espanhol” foram as mais engraçadas do episódio, sem dúvida.

 Eu não estou entusiasmado com o rumo dos acontecimentos, embora tenha sido muito bom ver novamente Melanie Lynskey.Não acho que a história de Two and a half men deveria ser duplicada, toda a história de Rose perseguir Charlie pode se repetir, mas desta vez com Bridget perseguindo Walden.

@david_hrp       

Opinião: Charlie Sheen de volta a Two and a half men?

 Especulações e mais especulações.

Desde que Charlie Sheen foi “demitido” criaram se muitos boatos de como o ator poderia voltar a série, mesmo após que Kutcher entrou para o elenco.Podemos afirmar que o roteiro desta temporada está dando muitas brechas, o roteiro está todo bem preparado para uma possível volta.

Desde o começo dessa nova temporada criaram se brechas para a volta de Sheen por exemplo nos últimos episódios o assunto “Charlie Harper” foi muito focado, com Alan sentindo a falta do irmão, depois acabou entrando em colapso quando ele mesmo pensou que era Charlie Harper.

 No episódio passado por exemplo surgiram vários boatos da possível volta, com Jake  em Paris, Alan e Walden iriam buscar o garoto na cidade e ao mesmo tempo Jake encontra com um mendigo que o reconhece que era Charlie Harper.

                                                 Como seria os dois atuando juntos?

Entre uma das especulações está a perca de memória de Charlie, o mesmo tendo pago a outra para fingir sua morte e o reconhecimento do corpo errado.Autores estão ajudando a escrever o complexo roteiro que permita a volta do ator de uma maneira aceitável.

Outras fontes confirmam que Sheen nunca teve uma cláusula de moralidade em seu contrato que permite a Warner Bros demiti-lo se ele tivesse um comportamento inadequado, que tem um impacto negativo sobre a série e ainda falam que a volta seria em 2012.

 No mês de abril em um dos capítulos da turnê “My Violent Torpedo Of Truth/Defeat Is Not An Option” na cidade de Nova York, Sheen convidou o produtor Chuck Lorre a comparecer ao palco do Radio City Music Hall na próxima apresentação e revelou querer consertar as coisas em Two And A Half Men, É claro que eu quero meu trabalho de volta“.No mesmo mês em uma entrevista a uma rádio norte-americana WBZ-FMCharlie afirmou que estão havendo negociações sobre a sua volta à série. “Eles me pediram pra não divulgar nada sobre o assunto“, disse Sheen. 

Se o corpo era irreconhecível, como podem provar que era ele? Toda a apelação para segurar a audiência (Walden pelado, beijo gay…) seria para algum motivo maior?

Além de tudo isso, volto com a velha questão do 
marketing. Muitos de nós temos plena convicção de que isso tudo não passa de uma jogada capitalista.

Especulações a parte acho bem possível essa volta de Charlie Sheen a série e além de tudo isso, tem a questão do marketing, que toda essa revolta e brigas verbais fossem uma estratégia de marketing para quando a série voltar em sua última temporada com uma ótima audiência.Se for verdade, o retorno está próximo.

Sendo Charlie Sheen um idiota ou não, o que me importa é ele no seriado. Aguardo ansioso pela volta!

Review: Two and a half men 9×10 – A Fish bowl Full of Glass Eyes

My precious.

                                   

Depois de introduzir Jake forte na introdução tentando se aproveitar de Walden, voltamos novamente para o foco em Walden, saindo com a bela inglesa e até deixando Jake voar para um lugar onde ele mesmo não sabe onde é.

Walden conhece uma britânica no mercado e convida a mesma para jantar, já no encontro ele  insiste em ser uma criança,  acredito que aos tempos essa infantilidade de Walden vai desaparecendo, como por exemplo nesse episódio, para não mudar o personagem do nada,
ainda o fez de “bobo” no encontro.

Enquanto isso, Alan passou a maior parte do episódio dentro e fora de uma loja de penhores.Me impressionei com a dignidade de Alan quando ele não vendeu um anel de ródio e platina com dígitos o suficiente para fazer um número de telefone (sim, mais de um milhão), não aceitou dinheiro emprestado de Walden e ainda propôs pagar um aluguel por morar na casa.



– I have no idea.

Em um episódio que tinha muito que se explorar, podemos dizer que não foi tão bom assim, com as mesmas piadas de sempre, parece que não cansam disso.

Aquele final com Jake em Paris dá um gancho pra eles irem busca-lo a acharem o Charlie por lá, sem grana, sem nada, precisando de ajuda.Sim, ainda tenho esperança de Sheen voltar.

Review: Two and a half men 9×09 – Frodo’s Headshots

Episódio fantástico!


                              


Derrepente do nada Alan é expulso da casa por Walden que roubou sua namorado,assim acabando com a amizade dos dois, logo após isso Alan vai atrás de abrigo e é rejeitado pela sua mãe e ele fica sem não ter pra onde ir, que acaba sendo abusado de um caminhoneiro para chegar ao seu destino, Jake engravida sua namorada e quer largar a escola, descobre que a filha de Herb e Judith é na verdade filha dele e por fim é morto por Herb ao descobrir isso. O que, acho que isso foi real? Não não, apenas mais um pesadelo de Alan retratando todos os seus medos.


Mesmo depois que soube do sonho, continuou muito divertido. 
Muito parecido com Berta, praticamente tudo era engraçado na perspectiva dela.

Ao meio do episódio já estava com uma pena absurda do Alan, o desempenho de Cryer foi sensacional, possivelmente, ainda mais divertido de assistir do que quando ele assumiu o mal Alan no final da última temporada.

                       

O que falar de Jake? Estão sabendo utilizar o personagem, esse relacionamento dele com a Megan está sendo muito produtivo para o personagem.Nesse episódio Jake simplesmente arrasou.

Ela me obrigou, qual é, qual de nós era virgem?

Ao final já estava maravilhado com o episódio, ainda com aquela cena final com Alan e Walden se abraçando ao som de  “I Will Aways Love You” foi hilário.

-“Vai se mudar?”
-“Claro que não.”

Agora pegue todo os pontos positivos do episódio e adicione uma referência a possível filha de Judith e Alan se tornando o melhor episódio da temporada, mesmo sendo um sonho, mesmo que nada foi verdade.

Review: Two and a half men 9×08 – Thanks for the Intercourse

Foi uma ótima forma de reaproveitar o personagem Charlie.

Nesse episódio, Alan novamente aparece sentindo a falta do irmão, desta vez por causa do piano que Walden queria retirar para redecorar a casa.Sobre o sentimento de saudade e ao mesmo inveja do falecido, Alan decide interpretar Charlie.


O Jake como sempre apareceu muito bem no episódio.relembrando os mandamentos de seu tio, como ele o tratava como um idiota adulto, todo o caminho para um colapso mental de Alan, que realmente foi o destaque do episódio.

Jon Cryer não é estranho para interpretar um personagem que finge ser Charlie, esta semana ele realmente brilhou, até mesmo Alan acreditava que ele era Charlie. Seguindo o mesmo caminho do irmão falecido, dormindo com uma bela mulher, usando eventualmente as velhas conhecidas camisas de boliche.

-Vou te dar uma dica, eu não fiz no estilo cachorrinho.

Eu até entendo a necessidade de eles começarem a nova temporada com o foco da aceitação, ou seja, fazendo o público dar risada, mas quando se morre um personagem em qualquer séries que seja precisamos de um “luto legítmo, dando inicio nesse trabalho somente nesse episódio.

-Winning

Temporada passada teve um episódio bem parecido com esse o “The Immortal Mr. Billy Joel” que por sinal foi um dos melhores da temporada, mas desta vez Alan passou do limite, da realidade, Alan acreditava mesmo que ele era Charlie.

Talvez Alan estava certo no final.
Eu diria que foi tão vencedor como esse novo formato pode ser.

Review: Two and a half men 9×07 – Those Fancy Japanese Toilets





Temos que nos livrar de Walden, ele tem que ir.


Nem com a entrada de Ashton e a saída de Sheen na série não param de tocar no assunto “Charlie Harper”, desta vez com Alan que contou com uma ajuda do falecido Charlie, para sair ao menos aceitável nesse episódio, descobrindo que o mesmo tinha deixado um diário de herança resolveu lê-lo.

 Isso levou a algumas piadas não tão engraça e um discernimento menor do nosso personagem amado, apesar de nunca ficar desagradável o suficiente para ofender Charlie.

O mais engraçado foi que nas cenas do Alan lendo o diário é como se Charlie estive ali falando com ele.A parte mais engraçada do episódio foi com a aparição da Berta: *”Men Whore (Prostituto)”, uma biografia não autorizada de Charlie Harper, por Berta. Tem como não rir?                 

E o quê falar de Walden que  
em busca de comprar  “Those Fancy Japanese Toilets’ com Evelyn e, eventualmente, acabar na cama com ela?  

Assistindo a Evelyn nesse episódio senti elai fora do personagem que eu gostava tanto, transar com Walden? Seriously?

 

E não foi só Evelyn que ficou encantada com Walden, Megan, amiga de Jake entrou nos encantos do milionário, que por sinal nem deu bola para a menina, participação totalmente fail não? NÃO.

Jake salvou a participação, o episódio e eventualmente está salvando a série.Continuando a falar do Jake, chega de piadas de peido e arroto com Jake, nao? Ele já passou dessa idade. Ele devia estar se aproveitando mais de Walden, como nesse episódio.

Review: Two and a half men 9×06 – The Squat and The Hover

Boas aparições, bom episódio.



Walden ainda sente falta de Bridget e essa falta foi reatada nessa episódio quando ele recebeu os papeis do divórcio e tentou ficar com uma mulher por ela ter aparência parecida com Bridget, enquanto Alan tentava tirar a idéia da cabeça de Kutcher de se mudar, fazendo o procurar ajuda profissional.


E a ajuda veio de Jane Lynch que reprisou o seu personagem, a Dra. Linda Freeman, quando Walden precisava de ajuda e pensava em até vender a casa em Malibu e ir morar em New York.


Muitas das atitudes maturas de Walden parecem estar lentamente desaparecendo e eles estão finalmente dando-lhe uma personalidade ao personagem. Agora, se nós poderíamos apenas livrar-se da cena de nudismo obrigatório que Jake, Alan eo público são todos dolorosamente submetido a cada semana.

Nem vou comentar as piadas repetidas, pois isso ficou bem explicito em reviews anteriores. Só fiquei decepcionado com as poucas aparições de Joe Manganiello, mas mesmo assim aparições muito engraçadas, fazendo com que os homens que assistiram esse episódio se sentissem inferiores. Claro, seu personagem não era apenas bonito, ele era o Conan Humanitário.

Destaque para a amizade “colorida” de Alan e Walden, às vezes os roteiristas acertam o ponto e a cena fica perfeita.Apesar de o personagem de Kutcher ainda estar sendo ajustado, e ao jogar fora os nove anos do hétero Cryer colocou no personagem clássico com piadas gay … e teremos uma comédia de amigos reais em nossas mãos!

A série ta entrando nos trilhos, está ficando com história fixa, seria uma boa hora para Charlie Sheen voltar, imagine.

Review: Two and a half men 9×05 – A Giant Cat Holding Churro

Mesmo não tendo Jake ou qualquer outro convidado especial (como na semana passada, Jenny McCarthy), foi um episódio bom, com vários destaques.


Primeiro Destaque: Lyndsey e Alan, o casal fizeram um ótimo episódio, desde quando o Alan descobriu o filme “impróprio” de Lyndsey, até a parte que ela obriga Alan a confessar seus maiores segredos do passado, que pareciam ter sido esquecidos. É bom saber que os roteiristas se lembram da filha do Alan, quem sabe ela não apareça nos próximos episódios, ou até mesmo surja um trama focado nisso, foram eles que tocaram no assunto
 Segundo Destaque: Finalmente o Walden foi um pouco menos idiota nesse episódio, continua perdido na série, sem papel definido, no meio da personalidade de Jake e Alan, mas pelo menos suas cenas com Berta se destacaram tanto quanto as de Alan & Lyndsey.

Ainda continua difícil rir com o Walden, dei minha primeira risada sincera de uma piada do personagem apenas nesse episódio, o Lorre não tá sabendo aproveitar o baita ator que tem em mãos.

                       

Agora, eu fico me perguntando, porque raios a Berta está no lugar do Jake na introdução?

Enfim, nada é perfeito, ainda sinto falta do Jake, estão dando muito espaço para o Ashton na série e esquecendo o Jake.Pelo menos a Berta está tendo várias aparições, que é risada garantida, mas essa série não funciona sem o Jake.

@david_hrp