Arquivo da categoria: Up All Night

Review: Up All Night 1×06/07 – Birth/Parents

Uma viagem na mitologia de Up All Night


Não há mitologianenhuma na série, mas eu tinha que usar essa palavra. Fiquei felizque eles demoraram tanto para mostrar o dia do parto, pois tivemosmais tempo de nos importarmos com os personagens bem mais e o eventotambém tem mais significado agora.


Claro que teria queacontecer algo como entrar em trabalho de parto antes do esperado. Opior mesmo é Reagen ter deixado para Ava trazer coisas tãoimportantes para o hospital. Se a assistente não tivesse achantageado à cortar o cabelo, com certeza ela teria perdido quasetudo naquele dia.


Claro que tinha que teralgo tão clichê como a médica estar ocupada com outra coisa e quemfará o parto é um médico que você gostaria de tê-lo no começoda gravidez e não no final. Toda a sequência do parto foi deliciosade se assistir. No final, porém, lá veio Amy e ela realmente mudoutanto. Pena que não veio com um manual de instruções.


No sétimo episódio,conhecemos a mãe de Reagen, Dr. Angie. Chris, porém, foi a’salvação’ do negócio, já que ficou enxendo o saco de Reagen paraque ela tenha um relacionamento mais saudável com a mãe, já que osafado só tem mais 21 anos de vida.


Claro que Reagenconcorda, já que não quer ter aquele tipo de relacionamento comAmy. Convenhamos que qualquer pessoa ficaria extremamente irritada sea mãe usasse a pior foto possível para divulgar os livros, que, sãomuito bem vendidos.


Gostei porém que a mãerealmente aprendeu alguma coisa e percebeu seus erros e ainda pededesculpas. Geralmente nunca acontece isso em série de comédia… Amãe nunca aprende nada. Aqui, porém, foi diferente. Sem contar quefoi adorável Angie ser uma boa mãe e uma boa avó tudo na mesmahora.


Ava, por outro lado, sempre consegue dar uma fora.Além de ser uma péssima apresentadora e uma mulher completamenteexcêntrica, ela ainda dá uma cagada quando um dos engenheiros desom passou para o outro lado. Foi delicioso aquela montagem que elafez, mesmo que tenha sido Missy a cabeça de tudo aquilo.

Possodizer com clareza que se tem alguém que consegue roubar tanto ascenas dos outros atores, é Maya Rudolph, a Ava, principalmentequando ela está interagindo com Missy. Christina Applegate tambémconsegue brilhar bastante nessas cenas, mas como Missy é tãoescrava de Ava, o jeito que Missy e Ava interagem é completamentediferente e mais engraçado do que o jeito de Reagen.

Up All Night está rapidamente crescendo como umadas minhas comédias comédias preferidas da fall season, algo queestava com medo que não acontecesse por um tempo. Parece, porém,que os roteiristas finalmente estão acertando no que fazem e tambémentendem como fazer um grande uso de seus personagens.
Anúncios

Review: Up All Night 1×04/05 – New Car/ Mr. Bob’s Toddler Kaleidoscope

´

Briga entre mamães.

 
Não gostei tanto doquarto episódio quanto gostei do quinto, mas mesmo assim, foi umótimo episódio e juntando com o quinto episódio, mostra que Up AllNight realmente mereceu ganhar uma temporada completa. Sim, para quemnão sabia, a NBC resolveu ‘pegar’ a série para ter uma temporadacompleta. Será que veremos baby Amy andando?


Só sei que a sériecontinua equilibrando bastante a vida de Reagan. Enquanto precisa seruma mãe devotada, ainda tem aquela personalidade jovem que não querabandonar, além de precisar lidar com o talk-show Ava. Sem contarque o plot do episódio foi totalmente válido: todos novos-paissabem que precisam trocar de carros quando recebem a visita dacegonha.


O jeito com o qual elesfizeram, porém, não foi atrativo. A única parte do episódio quesalvou foi, obviamente, a super interação entre Chris e Reagan.Posso até falar muito mal do personagem de Will Arnett, mas umacoisa é certa: dá pra acreditar facilmente que os dois são casadoshá muito tempo. O plot de Ava também foi um pouco insignificante,já que ela realmente parece ser o tipo de pessoa que não leria umlivro daqueles. Tudo foi perdoado no final, quando ela acaba fazendoo autor admitir que foi abusado sexualmente pelos jogadores enquantocriança. Ava, eu te amo!


No quinto episódio,porém, foi, de longe, tirando o terceiro, o segundo melhor episódioda temporada até agora. Desnecessário dizer que o mais gostei foi abriga entre as mamães. Totalmente aceitável, aliás. Eu ficariamuito puto mesmo se alguém começasse a falar que a minha filha nãoiria engatinhar logo pois não fico com ela o tempo todo em casa.


O temperamento de Avanesse episódio também foi de acordo com o que foi apresentado dapersonagem até agora. Com certeza ela ficaria com raiva ao verReagan dando menos atenção à Oprah-jovem. Só ela, porém,consegue dar os melhores elogios que toda criança quer ganhar,achando que Amy tinha feito algo diferente com o cabelo.


Até que gostei mais dopersonagem de Will Arnett nesse episódio. Quando colocado parainteragir com outros personagens, além de Christina Applegate e MayaRudolph, ele realmente brilha. Acho que esse que é o problema. Elefica no meio dessas duas atrizes que são ótimas e acaba ficandomeio confuso, não entregando uma boa atuação. Porra, todo mundoque já viu Arrested Development sabe que o cara consegue atuar.


@marcoacpontes

Review – Up All Night 1×03 – Working Late and Working It

Nada melhor do que chegar em casadepois de um dia de trabalho e tirar aquela roupa e colocar algo maisconfortável… Certo?

Nãopara Chris. Quando ele faz um jantar especial para Reagan, ele seassusta quando a ideia de roupa confortável para a mulher é algonada elegante. Claro que ele precisa de um novo amigo, dizendo praele que para ela se sentir com vontade de se vestir mais sexy, opróprio Chris precisa sensualizar mais em casa.

Otiro saiu pela culatra, e ver Reagen fantasiada e não levando àsério qualquer coisa que Chris falava foi ótimo. Com certeza tudo oque uma pessoa quer fazer, depois de trabalhar 14 horas seguidas, échegar em casa e ter que ser apresentável para o marido. Esse é umdos motivos que acredito que casamento não dá certo. Mesmo que osdois dão certo juntos, quando Chris (Will Arnett) aparece sozinho nacena, ele não fica tão engraçado. Isso é um dos problemas de UpAll Night, o protagonista não possuindo um brilho sozinho.

Superdivertidaa cena em que os dois decidem verificar as cuecas, e a participaçãode Will Forte foi ótima… Quero que ele apareça por maisepisódios. Ava é outra que a cada semana conquista mais o espaçona minha lista de personagens preferidos. Eu tenho certeza que éassim que Oprah deve se comportar fora das câmeras. Certeza absolutatambém foi em relação ao ex noivo dela, que com certeza estariamudado, e só o fato das duas chegarem no restaurante, jáestereotipando os caras que estavam sentados na mesa como sendo’amigos’ do noivo foi demais.

Desnecessáriodizer que foi um ótimo episódio, bem mais engraçado do que osanteriores. Porém, não consigo superar até agora aquela musiquinhaque Ava fez com o ex noivo, principalmente aquelas ultimas cenas (bemquentes-não) do episódio.

Review – Up All Night 1×02 – Cool Neighbors

O que? Você não sabia que bebês precisam de baby wallet para colacarem o baby money?

Nessa semana, Chris e Reagen tem que lidar com a mudança de novos vizinhos, que aparentam ser deslocados, jovens, sem filhos… e querem também tentar provar que conseguem ser descolados, mesmo que tenham que denunciar a festa para a polícia para que Amy consiga dormir.

Gostei bastante de Maya Rudolph nesse episódio. Diferentemente do piloto, ela está menos exagerada e, com isso, mais interessante. Hilário ela tentando dar a carteira para Amy e depois aquele momento no final, quando ela descobre que conseguiu fazer a baby gostar dela, chamando logo Reagen para parar de lidar com Amy.

Os vizinhos são tudo o que Reagen e Chris eram antes do nascimento da bebê. Claro que, como em toda comédia, não conseguiram deixar o fato dos novos vizinhos serem divertidos e legais, querendo logo mostrar o tanto que eles podem ser legais também.

Todo mundo ama Ava. E ela não consegue lidar com o fato de que Amy fica chorando no seu colo. Pior ainda é ela decidir que o problema é que a baby nunca lidou com pessoa de cor antes, bem quando outra pessoa de cor a pega, fazendo-a rir histericamente. Amy ri e aceita todos, menos Ava.  No mundo de Ava, isso não é aceitável. Como lidar com a situação? Baby wallet. Amei.

Enfim, Up All Night continua com uma premissa simples e que consegue arrancar uma ou duas gargalhadas de todo mundo. Mesmo eles tentando, ao máximo, mostrar que Chris e Reagen são pessoas muito baladeiras e não conseguem não beber por um dia sequer, a série continua mostrando para os novos papais e mamães da vida que eles não estão sozinhos e que, sim, é aceitável ligar para a polícia para reclamar sobre alguma festa, mesmo que você queira estar nela.

Review – Up All Night 1×01 – Pilot

Será que a vida pode ser a mesma após a chegada de um bebê?

Up All Night deve ser a série de comédia mais esperada da fall season. Primeiro pois tem um elenco super notável, incluindo Christina Applegate, Will Arnett e Maya Rudolph. Segundo pois é dos mesmos criadores de 30 Rock, Parks and Recreation e Saturday Night Live. Todas da NBC, claro.

A premissa é bem simples: um casal tem que aprender a equilibrar suas vidas agora que possuem uma criança. Claro que não é tão simples, pois se fosse, todo mundo sairia tendo bebês toda hora. Aqui, o casal era considerado por eles mesmos como ‘idiotas baladeiros’. Com a chegada da neném obviamente algo precisa mudar. O pai, Chris, deixou seu trabalho numa firma de advocacia para ser o dono de casa e, portanto, criar o bebê enquanto a mãe, Regan, continua em seu trabalho de produtora em um programa de TV estrelado por Maya Rudolph, hilária como sempre.

Papais que ficam em casa geralmente são estereotipados como indecentes e coçadores de saco. Chris é muito longe disso e tirando o videogame, ele daria um ótimo babá em algum momento futuro. As cenas entre ele e a bebê, Amy (de longe, a bebê mais linda de toda a TV) foram extremanente divertidas. Os dois sabem da necessidade de mudança, mas também entendem que precisam continuar os mesmos. Dessa forma, mesmo sendo uma péssima idéia, resolvem sair para festar seu aniversário de 7 anos de casados quase meia-noite, sendo que iriam ter que acordar MUITO cedo para cuidar de Amy.

No começo do episódio, fiquei dividido se Regan realmente conseguiria ter tudo. Não aconteceu, como falado por Ava no final do episódio, mas isso não significa que ela vai parar de tentar. As atuações foram ótimas. Os três atores são ótimos e eu não esperaria nada menos. Entretanto, a série pode demorar um pouco para conseguir achar seu ritmo, algo que é normal em séries de comédia. Maya está completamente insana como a apresentadora de TV e amiga de Regan, Ava, e o ambiente de trabalho das duas é confortante e hilariante.

P.S: Esse negócio de tentar parar os xingamentos para que Amy não faça o mesmo é uma furada. Sou prova viva que isso não acontece. Porra.